79º Aniversário da vitória na Grande Guerra Patriótica

O ano de 2024 marca o 79º aniversário da vitória na Segunda Guerra Mundial sobre o fascismo alemão, o militarismo japonês e seus satélites. Os combates foram realizados em 40 países da Europa, Ásia e África. A guerra, que durou 6 anos, contou com a participação de 61 estados, com uma população de 1 bilhão e 700 milhões de pessoas – 80% da população mundial.

O dia 9 de maio é o maior feriado da Rússia - Dia da Vitória. Setenta e oito anos se passaram desde o final da Grande Guerra Patriótica (1941-1945). Várias gerações cresceram ao longo dos anos. Os eventos dessa guerra há muito se tornam uma memória distante, mesmo para seus participantes. Então, por que celebramos o Dia da Vitória como o nosso maior feriado? Costuma-se dizer que a guerra deixou uma marca profunda na história de todas as famílias. Por trás dessas palavras, existem destinos de milhões de pessoas, seus sofrimentos e a dor da perda. Por trás dessas palavras, há também o orgulho, a verdade e a memória.

A União Soviética pagou um preço alto pela vitória sobre o fascismo. Quase 27 milhões de cidadãos soviéticos perderam a vida nas frentes, nas prisões alemãs, morreram de fome e foram bombardeados, morreram em guetos e fornos dos campos de extermínio nazistas.

No verão de 1941, centenas de fábricas e indústrias começaram a ser evacuadas sob fogo inimigo para o leste do país. Em seis meses, o povo soviético fez algo que parecia impossível. Tanto nas linhas de frente quanto na retaguarda. Ainda é difícil perceber, entender e imaginar quanto esforços incríveis, coragem e dedicação custaram essas grandes realizações. O tremendo poder da sociedade soviética, unida pelo desejo de proteger sua terra natal, ergueu-se contra a poderosa, armada até os dentes, máquina invasora nazista de sangue frio. Levantou-se para se vingar do inimigo, que havia destruído, pisoteado a vida pacífica, os planos e as esperanças das pessoas.

Estamos confiantes de que uma das características do povo da Rússia é cumprir seu dever sem sentir pena de si mesmos quando as circunstâncias o exigirem. Valores como abnegação, patriotismo, amor pelo lar, pela família e pela pátria continuam sendo fundamentais e integrais à sociedade russa até hoje. Esses valores são, em grande parte, a espinha dorsal da soberania de nosso país.

A libertação da Europa era uma missão especial do Exército Vermelho. Cerca de 1,5 milhão de soldados soviéticos deram a vida pela Europa. A população total libertada pela União Soviética sozinha e com o apoio dos aliados atingiu 120 milhões de pessoas. Os fatos reais testemunham que a contribuição da URSS na vitória sobre o nazismo foi decisiva.

Atualmente, no entanto, se revelam absurdas tentativas, baseadas em russofobia politizada, de alguns "historiadores" modernos, em "corrigir" a partir da posição de conjuntura política atual a memória histórica dos povos. Negligenciar as lições da história inevitavelmente leva a um duro retorno. Vamos defender firmemente a verdade com base em fatos históricos documentados. Continuaremos a ser honestos e imparciais sobre os eventos da Segunda Guerra Mundial. Nós defendemos a verdade genuína, não envernizada ou caiada de branco sobre a guerra.

A vitória sobre o fascismo foi fundamental para o estabelecimento de um novo sistema de relações internacionais com o papel central da Organização das Nações Unidas. Um grande impulso recebeu o movimento de libertação nacional e a luta contra o colonialismo em África. Por sua vez, isso resultou na criação de estados independentes, incluindo Cabo Verde, com os quais a Rússia está desenvolvendo um diálogo construtivo.

Neste contexto gostaríamos de salientar a importância crucial da Segunda Cimeira Rússia-África, que teve lugar em Julho de 2023 em São Petersburgo e se tornou um dos eventos internacionais mais importantes do ano passado. O Fórum contou com a presença de representantes de 48 estados africanos, incluindo 10 chefes de estado e de governo. Os seguintes documentos finais mais importantes foram adotados no Fórum: Declaração da Segunda Cimeira Rússia-África sobre fortalecimento da cooperação na área da luta contra terrorismo, Declaração da Segunda Cimeira Rússia-África sobre a prevenção da Corrida aos armamentos no espaço cósmico, Plano de Acão do Fórum Rússia-África para o período de 2023 à 2026.

A Federação da Rússia está aberta para a cooperação com a República de Cabo Verde no domínio comercial, técnico-científico, humanitário e outros, esperando o fortalecimento de relações frutíferas bilaterais.

EMBAIXADOR

DA RÚSSIA EM CABO VERDE

Y.MATERIY

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 1170 de 1 de Maio de 2024

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Y. Materiy, Embaixador da Rússia em Cabo Verde,9 mai 2024 15:30

Editado porClaudia Sofia Mota  em  17 mai 2024 13:23

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.