Três mortes, 26 detenções, 224 denúncias

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,4 jan 2018 16:58

O plano operacional Natal e Fim de Ano em segurança, realizado pelo Comando Regional da Polícia Nacional em São Vicente, ficou marcado por três vítimas mortais, sendo duas de homicídio e a outra de acidente de viação.

O balanço da operação, que decorreu de 13 de Dezembro a 03 de Janeiro, foi apresentado hoje à imprensa, no Mindelo, pelo porta-voz do Comando, Evandro Sousa. Não obstante os dois homicídios, segundo o responsável policial, as estatísticas relativas às denúncias reduziram este ano, comparado com o ano passado.

O primeiro caso de homicídio ocorreu no dia 24, na localidade de Chã de Alecrim, onde um indivíduo de nacionalidade nigeriana foi morto à facada por um compatriota que, entretanto já está em prisão preventiva.

O outro caso refere-se a uma briga entre grupos rivais, decorrido na madrugada do dia 1 de Janeiro, no centro da cidade do Mindelo, que resultou na morte de um jovem de 21 anos ,do bairro de Ribeira Bote, também com arma branca.

Um outro caso que marcou o primeiro de Janeiro em São Vicente refere-se a um cidadão de nacionalidade espanhola que foi vítima mortal de um acidente de viação envolvendo uma moto que se terá despistado na estrada do Lazareto.

Relativamente ao trânsito, a operação resultou na fiscalização de 799 viaturas, tendo sido apreendidas 58 por irregularidades diversas e aplicadas 61 coimas a infractores.

Foram registados ainda, em termos de ocorrência, 29 acidentes de viação, que resultaram em um ferido grave, dez feridos ligeiros e uma vítima mortal, assinalada acima.

Quanto ao policiamento de visibilidade, foram abordados 499 indivíduos suspeitos na via pública, dos quais, 134 foram conduzidos às unidades para efeito de identificação e 26 foram detidos para serem apresentados ao Ministério Público, por motivos de suspeita de homicídio, posse de armas e estupefacientes, ofensas, danos e por condução ilegal e sob efeito do álcool.

Em termos de produtos de origem criminosa, a Polícia Nacional apreendeu sete armas brancas e uma botija de gás lacrimogéneo.

Evandro Sousa garante que em termos de denúncia as estatísticas diminuíram este ano, com o registo de 224, que corresponde a 13 denúncias a menos que no ano passado.

Durante os três dias em que a Polícia Nacional esteve em greve, decorreu um caso de agressão grave com arma branca no bairro de Ilha de Madeira, que contou com a intervenção da Polícia Militar na detenção do suspeito.

O plano operacional Natal e Fim-de-Ano em segurança, com excepção dos três dias de greve da PN (27, 28 e 29 de Dezembro), contou com o envolvimento de todo o efectivo do Comando Regional de São Vicente.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,4 jan 2018 16:58

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  15 nov 2018 3:23

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.