Associação de Proprietários estima que existam 400 viaturas em situação de concorrência aos táxis licenciados

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,6 abr 2018 18:22

João Vaz Antunes e António Semedo
João Vaz Antunes e António Semedo(Rádio Morabeza)

A cidade da Praia tem duas frotas de táxis. Aqueles que estão licenciados e os outros, que operam em condições de clandestinidade e que fazem concorrência desleal aos operadores autorizados. O desabafo é do presidente da Associação dos Proprietários de Táxis da Praia.

João Vaz Antunes falava ao final da tarde desta sexta-feira, na capital, à margem da assinatura de um protocolo com a Caixa Económica de Cabo Verde, que criou uma linha de crédito virada para o sector. 

O dirigente associativo entende que o Governo deve proteger a classe.

"Um grupo de táxis que toda a gente conhece e temos um grupo expressivo, à volta de quatrocentos, que opera na capital, só na Praia, fazendo concorrência aos táxis. Acho que o governo também, a partir de hoje, deve tomar as medidas para que a classe esteja protegida e se sinta com mais coragem para avançar”, explica.

Sobre a linha de crédito, o presidente da comissão executiva da Caixa Económica, António Semedo, diz que a sua criação irá contribuir para o desenvolvimento e modernização do serviço de transporte.

"Permitindo que este serviço de transporte de táxi seja prestado em condições, com viaturas novas, em condições de segurança, em condições de higiene também e com os motoristas devidamente formados", remata.

A linha de crédito aberta pela Caixa prevê um financiamento máximo de cinco mil contos por viatura.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,6 abr 2018 18:22

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  7 abr 2018 15:16

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.