"Helena" afasta-se do arquipélago e deixa algumas árvores e postes caídos nas ilhas do Sotavento

A tempestade tropical “Helena”, que se fez sentir durante o fim-de-semana, nas ilhas do Sotavento, já se afastou do arquipélago e deixou atrás de si algumas árvores e postes caídos e inundações pontuais. As ilhas de Fogo e Brava foram as mais afectadas.

Fonte do Serviço Nacional da Protecção Civil (SNPC) confirma que o mau tempo, que começou ao final de sábado, deixou estragos dispersos nas ilhas do Sotavento.

Em Santiago, Serra da Malagueta, o vento provocou a queda de dois postes de electricidade, já reparados. Na Praia, registou-se a queda de algumas árvores, um pouco por toda a cidade, e de um poste de electricidade em Quebra Canela, a principal praia da capital. Em São Filipe (Fogo) caiu um poste de telecomunicações. Várias árvores caíram em Fogo e Brava. Algumas derrocadas de pedras foram também registadas, condicionando a circulação em algumas estradas.

O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica registou ontem, ao final do dia, a melhor do estado do tempo no arquipélago.

Para hoje, os técnicos da meteorologia prevêem céu nublado, por vezes muito nublado e com possibilidade de ocorrência de chuvisco ou chuva fraca a moderada. O vento deve soprar moderado a fresco (22 a 38 km/h), soprando temporariamente fraco (6 a 11 km/h). A visibilidade será boa e as temperaturas máximas devem oscilar entre os 30 a 32 graus.

No mar, são esperadas ondas de 2 a 4 metros, localmente de 1,5 a 2,5 metros em zonas costeiras. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Rádio Morabeza,10 set 2018 8:36

Editado porAndre Amaral  em  15 nov 2018 3:23

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.