Porto Novo: Praga de mil-pés terá sido detectada em Chã de Branquinho

PorInforpress, Expresso das Ilhas,22 set 2018 9:50

Mil-pés
Mil-pés

Para desalento dos agricultores, a praga dos mil-pés, que infesta quase toda a ilha de Santo Antão, terá já sido detectada em Chã de Branquinho, no Porto Novo, um dos poucos vales que estavam ainda livre dessa praga que ataca sobretudo tubérculos.

Alguns agricultores, citados pela Inforpress, dizem ter já presenciado, em alguns terrenos em Chã de Branquinho, essa praga, de nome cientifico illacme plenipes, que terá chegado a Santo Antão na década de 70, proveniente da Europa.

O vale ainda encravado de Chã de Branquinho era, conjuntamente com Tarrafal de Monte Trigo, Martiene e Chã de Norte, uma localidade agrícola ainda sem essa praga que, em 1984, levou as autoridades cabo-verdianas a decretar o embargo aos produtos agrícolas de Santo Antão.

Os mil-pés terão chegado à Chã de Branquinho a partir da localidade de Figueiras, no concelho da Ribeira Grande, transportados em estrume (uma espécie de adubo), mas há lavradores que acreditam que essa praga terá sido levada também para essa localidade durante as obras de reordenamento da bacia hidrográfica de Alto Mira.

O Governo admite estar, nesta altura, à procura de “soluções” para resolver o problema do embargo aos produtos agrícolas de Santo Antão.

Os produtores agrícolas desta ilha não conseguem, há mais de três décadas, exportar os seus produtos, por causa do embargo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Inforpress, Expresso das Ilhas,22 set 2018 9:50

Editado porSara Almeida  em  13 jun 2019 23:22

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.