Santa Luzia regista mais de 5500 ninhos de tartaruga

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,8 nov 2018 12:26

Praia Santa Luzia
Praia Santa Luzia(Foto da Biosfera I)

A ilha de Santa Luzia registou, este ano, um número excepcional de 5.533 ninhos de desova de tartarugas marinhas. Em relação aos rastos, o valor duplicou. Os registos deste ano ultrapassam os dois mil de 2012, quando foi o último “boom” de ninhos.

A informação foi avançada hoje pela bióloga marinha da Biosfera I, Patrícia Rocha, no espaço de opinião do Primeiro Plano, programa informativo matinal, da Rádio Morabeza. A especialista explica que os dados não significam que a população de tartarugas tenha aumentado.

“Realmente, para todo Cabo Verde foi um ano excepcional para as tartarugas marinhas. Eu quero deixar claro e frisar que isto não quer dizer que a população tenha aumentado e que se possa pensar em abrir a apanha das tartarugas. Isto significa apenas que foi um ano excepcional, e dado que os anos transactos foram anos em que houve muito alimento, nutrientes, então as tartarugas conseguiram se alimentar, arranjar energia para voltar à casa para desovar”, explica.

A informação da associação ambientalista surge numa altura em que, em Santa Luzia, a época de campo já terminou, tendo os coordenadores e voluntários regressados a São Vicente.

Mas o trabalho da Biosfera I naquela região não abrange apenas a protecção das tartarugas marinhas. No Ilhéu Raso, a ONG tem desenvolvido acções de protecção de aves marinhas, estando nesta altura a concluir as acções de seguimento dos ninhos de Cagarra.

“Quanto ao Ilhéu Raso, ainda continuamos no campo, contudo só mais esta semana porque, dos ninhos que seguimos, já estão a faltar apenas oito juvenis de cagarra voar. No caso das cagarras posso afirmar que os bons resultados que nós tivemos este ano é realmente fruto da consciencialização das pessoas. As pessoas estão realmente a proteger cagarras na maior parte das ilhas, e por uma maior parte da população”, diz.

Os trabalhos de protecção das tartarugas marinhas durante a época de nidificação envolveram 30 voluntários, só em santa Luzia. No Ilhéu Raso, a protecção das aves contou com 20 colaboradores.  

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,8 nov 2018 12:26

Editado porAndre Amaral  em  9 nov 2018 17:05

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.