Bispo do Mindelo assinala reforço dos laços existentes com celebrações partilhadas do 10 de Junho

PorExpresso das Ilhas,10 jun 2019 8:30

Ildo Fortes
Ildo Fortes

​O bispo do Mindelo, Ildo Fortes, considera que a comemoração do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, este ano com actividades em Portugal e Cabo Verde, reforça os “laços” existentes entre os dois países, “.

“Há coisas que são passos históricos e por mais que o tempo avance e passe esses laços mantém-se, a cultura, a língua, o afecto. Entre Cabo Verde e Portugal há uma relação embrionária muito grande”, de “mais de 500 anos”, sublinha, citado pela agência Ecclesia

O programa oficial das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas divide-se entre a cidade de Portalegre, Portugal, e as cidades de Praia e Mindelo, em Cabo Verde.

“Os portugueses sempre foram para Cabo Verde, mas agora com a crise que se abateu sobre a Europa nós sentimos uma afluência maior de portugueses em Cabo Verde, sobretudo empresários na área da construção, do comércio, porque foi uma saída que encontraram e se estabeleceram. Os portugueses em Cabo Verde sentem-se em família”, destaca o bispo da igreja Católica, novamente à Ecclesia.

Jorge Carlos Fonseca acompanha homólogo português nas celebrações do 10 de Junho

O chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca, participa hoje e amanhã, ao lado do homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, nas cerimónias do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que começam em Portalegre, naquele país europeu, e terminam em São Vicente, com uma passagem pela Praia.

Para o responsável religioso, Portugal e Cabo Verde “só tem a ganhar" com a relação de proximidade. Ainda assim, Ildo Fortes gostaria de ver alguns aspectos melhorados.

“Eu sinto a dor dos cabo-verdianos, a tremenda dificuldade, aliás para não dizer até alguma humilhação, que têm para sair de Cabo Verde e de vir até à Europa. Porque nesta Europa que se fecha infelizmente cada vez mais, com medo do estrangeiro, com medo dos refugiados, Cabo Verde, os países de África, apanham pela medida”, aponta.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,10 jun 2019 8:30

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  11 jun 2019 7:47

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.