O Eterno Pai Natal

PorSusana Rendall Rocha,28 dez 2019 10:29

Há 18 anos que o actor salense, Victor Silva incorpora o Bom Velhinho durante a quadra festiva, fazendo a alegria dos mais pequenos e, não só. De 01 a 25 de Dezembro, o eterno Pai Natal está de serviço nas ruas, nos bairros, nas escolas, jardins-de-infância, praças, lares de idosos e hospitais do Sal, como contador de estórias, tirando fotos e distribuindo presentes acompanhados do famoso Ho Ho Ho.

Tudo começou quando o grupo de teatro, a que pertencia na altura, foi convidado por uma empresa para uma performance de Natal dirigido aos colaboradores. Victor Silva vestiu, pela primeira vez, um fato de Pai Natal.

“Lembro que o meu primeiro fato foi-me oferecido por um sul-africano. Tinha um casaco, um chapéu, barba e bigode. Eu consegui umas calças jeans de cor vermelha e improvisei o traje de Pai Natal”.

A paixão pelo teatro e o amor pelas crianças ditou a continuidade da personagem ao longo dos anos.

“Eu percebi que as crianças do Sal ficavam fascinadas por ver de perto o Pai Natal. Não há nada melhor do que o sorriso de uma criança. Sinto-me muito especial em poder contribuir para a felicidade e, isso ajuda-me a ter forças para continuar todos os anos”.

Quase duas décadas depois, já perdeu as contas ao número de chapéus de Pai Natal que tem pela casa e ao número de eventos em que já participou.

O Hotel Morabeza, onde é funcionário, patrocinou a aquisição de dois fatos completos de Pai Natal, um para eventos de gala e outro para actuações durante o dia.

image

Recentemente adquiriu uma moto vermelha que usa para se deslocar devidamente trajado de Pai Natal durante a quadra festiva. “Como não tenho renas, tenho a minha moto vermelha”, brinca.

Todos os anos, a partir do primeiro dia de Dezembro, escolas, jardins-de-infância e empresas contratam o Pai Natal Victor Jonas, que já tem uma página oficial na rede social, Facebook, para animar as festas infantis. Mas, a sua motivação são as causas sociais.

Levar alegria aos idosos

Em parceria com os Motoqueiros do Sal e a Associação de solidariedade Anjos, há quatro anos, leva a alegria desta quadra festiva aos idosos, aos doentes internados nos hospitais, e às associações comunitárias de apoio aos mais necessitados. “Não é por dinheiro que o faço, até porque tenho o meu emprego”.

“A associação Anjos recolhe donativos e os Motoqueiros do Sal patrocinam anualmente parte do almoço oferecido pelo Hospital aos doentes, daí que decidimos unir esforços e, desenvolver uma parceria com o objectivo de espalhar a alegria e promover o amor ao próximo”, conta.

Victor Silva é, sem sombra para dúvidas, o maior im­pul­sionador do teatro na ilha do Sal. Fundou a Associação Cultural Dja d’Sal, é o promotor e impulsionar do Festival Nacional de Teatro, SalEnCena e é um actor nato. Em Dezembro vive o Pai Natal e na Páscoa, Jesus Cristo.

image

Para os jovens actores que também começam a interessar-se por vestir-se de Pai Natal, Victor deixa alguns conselhos.“É importante que o façam por amor. Que estejam muito bem trajados e que preparem as suas apresentações para que não se limitem à distribuição de presentes e, assim, possam fazer a alegria das crianças”.

A jornada do Pai Natal termina no dia 25 de Dezembro. Nesse dia, Victor Silva, guarda com cuidado os seus fatos, depois de bem lavados e engomados, até ao próximo dezembro.

“Enquanto tiver forças serei sempre o Pai Natal. A partir dos 65 anos, quando me reformar, quero deixar crescer o cabelo e a barba para não mais usar os postiços e, ser Pai Natal durante o ano todo”.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 943 de 23 de Dezembro de 2019. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Susana Rendall Rocha,28 dez 2019 10:29

Editado porJorge Montezinho  em  11 jun 2020 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.