DNS pondera fechar um dos hospitais de campanha na Praia

PorSheilla Ribeiro,31 ago 2020 19:35

A Direcção Nacional da Saúde(DNS) está a considerar fechar um dos hospitais de campanha na Praia, uma vez que não há doentes suficientes para manter dois centros, segundo informou hoje Artur Correia.

O director nacional da Saúde falava à imprensa durante a conferência sobre a situação epidemiológica do país. Conforme disse, a nível nacional há 98 doentes em internamento institucional e 355 em internamento domiciliar.

Na Praia, prosseguiu, há 35 internamentos institucionais e 235 internamentos domiciliar.

“Estamos a pensar em fechar um dos hospitais de campanha porque não temos doentes suficientes para manter dois centros e vamos proceder a transferência de doentes de um dos centros para outro e assim evitar a duplicação do pessoal”, proferiu.

Actualmente, Mosteiros é o concelho “mais problemático”, sendo um novo foco. 

Em termos de internamento hospitalar, há 21 pessoas internadas e três estão em estado crítico. Dos três pacientes em estado crítico, um é uma idosa de 82 anos que está no Hospital Baptista de Sousa, há também um doente de 63 anos no Hospital Agostinho Neto e um com idade superior a 70 anos no Hospital São Francisco de Assis.

Hoje, embora a situação seja considerada estável, Artur Correia afirma que ainda é um nível superior à estabilidade verificada durante o confinamento.

“Durante o confinamento tivemos um período de estabilidade num nível inferior, várias semanas a volta de 60 70 casos semanais. Agora estamos numa estabilidade num nível um bocado superior com as médias a volta de 300 casos a nível nacional, 200 a nível da Praia, há mais de sete semanas que estamos com esta estabilidade”, avaliou.

Para o director nacional da Saúde, a estabilidade deve-se às medidas que foram tomadas e à colaboração da população que tem usado máscaras.

“Nós queremos baixar esta estabilidade para valores inferiores, esse é o nosso desafio e também evitar mortes. Em relação aos óbitos devo dizer que a nossa taxa, apesar de termos 40 óbitos estamos a 1%”, reiterou.

Hoje, das 131 amostras, 32 acusaram positivo. Segundo o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde e da Segurança Social, os novos casos foram registados nos concelhos da Praia (04), Santa Catarina (02), Santa Cruz (01), São Filipe (02) e Mosteiros (23).

O país registou ainda 49 recuperados, dos quais 34 na Praia, cinco em Santa Catarina, dois em São Miguel, dois em São Domingos, um em Tarrafal, um em São Filipe e dois em Mosteiros.

Cabo Verde contabiliza 40 óbitos, 2 transferidos e um total de 3884 casos positivos acumulados de COVID-19.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,31 ago 2020 19:35

Editado porSara Almeida  em  2 set 2020 10:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.