Black Panthers exorta governo a uma intervenção imediata para pôr cobro às violações sexuais de crianças

PorSheilla Ribeiro,8 jun 2021 11:14

A Associação Juvenil Black Panthers (AJBP) exorta o governo a uma intervenção, quanto antes, em parceria com as associações comunitárias para pôr cobro às violações sexuais de crianças. Neste sentido, a associação está a preparar um plano de intervenção que deverá ser entregue ao executivo até o final do mês.

O apelo foi feito hoje em conferência de imprensa pelo presidente da AJBP, Alcides Edgar Amarante.

Conforme disse, a associação Black Panthers enquanto organização de utilidade pública, defensora também dos direitos e bem-estar das crianças, está bastante preocupada com os sucessivos casos de violação sexual cometidos contra crianças.

A associação repudia veementemente tal acto e apela ao governo para que medidas urgentes e assertivas sejam tomadas para combater esse fenómeno que se tem registado um pouco por todo o país.

“Face à situação, esta associação entende que este assunto, à semelhança da COVID-19, deverá também merecer a prioridade do nosso governo, pois é nosso entendimento que o futuro promissor de um país depende do investimento feito assertivamente nas nossas crianças”, considerou.

A AJBP, garantiu, estará disponível a dar o seu contributo de uma forma articulada, e está pronta a combater este fenómeno. Nesta ordem de ideias, e tendo em conta que Junho é o mês das crianças, a associação está a preparar um plano de intervenção que deverá ser entregue ao governo até o final do mês, apostando fortemente na prevenção junto das famílias da comunidade.

“Temos trabalhado na prevenção tendo em conta o alastramento dos casos no país, queremos trabalhar já na prevenção e evitar que esses casos cheguem à nossa comunidade”, informou.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,8 jun 2021 11:14

Editado porSara Almeida  em  9 jun 2021 0:18

pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.