Carlos Monteiro defende que os atletas devem estar vacinados para a retoma das actividades desportivas

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,17 ago 2021 12:19

Carlos Monteiro, Frederic Mbassa
Carlos Monteiro, Frederic Mbassa Rádio Morabeza

O ministro-adjunto do Primeiro-Ministro para Juventude e Desporto defendeu hoje que todos os atletas devem estar vacinados para a retoma das actividades desportivas. Carlos Monteiro manifestou esta posição em declarações aos jornalistas, durante a reunião extraordinária do Conselho Nacional do Desporto, que está a decorrer na Cidade da Praia.

O ministro-adjunto sublinha que os agentes desportivos devem continuar a promover a vacinação, para que haja condições mais seguras, a nível sanitário, para a retoma desportiva.

"Objectivo é retomar para não ter que parar, e tem que ser esse o objectivo, tem que ser essa a nossa meta, porque a retoma do desporto não é só uma questão de competição desportiva. É uma questão de saúde, é uma questão de ocupação dos tempos livres dos jovens, e é uma questão também social, de ter jovens ocupados. Nós sabemos exactamente quais são os problemas sociais que conseguimos evitar com isso, portanto, é um objectivo mais alargado do que só a competição desportiva, e é uma retoma para não termos que voltar a parar", avança.

Ainda durante a reunião extraordinária do Conselho Nacional do Desporto foi assinado um protocolo entre o Instituto de Desporto e da Juventude e a Infra-estruturas de Cabo Verde, para elaboração de regulamento nacional de infra-estruturas desportivas.

O governo destaca que quer continuar a construir infra-estruturas desportivas já com regras estabelecidas em diploma legal.

"Ou seja, a construção de uma infra-estrutura, placa pavilhão desportivo deve obedecer a determinadas critérios, até a nível daquilo que é exigência para competições internacionais. Temos um objectivo, que é, cada vez mais, funcionar como uma plataforma de organização de eventos desportivos internacionais, e este regulamento é uma condição de base para conseguirmos isso, conseguirmos adaptar as nossas regras àquilo que são as exigências internacionais”, explica.

Durante a reunião de hoje será discutido o regime jurídico de associativismo desportivo e a pretensão de tornar o Conselho Nacional do Desporto (CND) mais eclético e participativo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,17 ago 2021 12:19

Editado porSara Almeida  em  18 ago 2021 8:10

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.