VerdeFam prevê realizar mil testes de VIH e hepatites virais na II edição da Semana Internacional de Teste

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,24 nov 2021 15:05

A VerdeFam perspectiva realizar mil testes de VIH e hepatites virais no âmbito da II edição da Semana Internacional de Teste, que têm por objectivo reforçar a importância de se fazer o teste, rasteios e controlo das IST.

A VerdeFam, em parceria com a Coalition Plus (uma rede internacional de luta contra o VIH e hepatites virais), intensifica de 22 a 28 de Novembro a cobertura das actividades de informação, de advocacia e de rastreio das infecções pelo VIH, hepatites virais B e C e de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), em conjunto com outros países e associações de todo o mundo, reforçando o papel da comunidade.

Em declarações aos jornalistas, hoje, no acto da abertura oficial da Semana Internacional de Teste, o presidente do conselho directivo da VerdeFam, Francisco Tavares, realçou que a intenção é levar os serviços até a população, facilitando cada vez mais o acesso aos serviços de saúde, e o rastreio das IST.

“Temos a perspectiva de realizar mil testes de rasteios para o controlo das epidemias como o VIH e as hepatites virais durante a Semana Internacional de Teste, perspectivamos ainda alargar os nossos serviços por todo Cabo Verde”, disse.

As actividades de rastreio que reforçam a importância de se fazer o teste, quer a nível individual, colectivo ou em contexto comunitário, decorrem em dois postos fixos situados nos bairros do Palmarejo e da Várzea para o controlo das epidemias como o VIH e as hepatites virais.

As unidades móveis e tendas estarão disponíveis nas zonas de Achada Grande Frente e Trás, Bela Vista, Alto da Gloria, Eugénio Lima, Achadinha, Monte Vermelho, Achada São Filipe e Monteagara, Paiol, Castelão, Achada Limpo, Sucupira, Achada Santo António e Tira Chapéu.

Francisco Tavares avançou ainda que a VerdeFam pretende ter um novo plano estratégico e posicionar a empresa, tendo em conta a reforma em curso da Federação Internacional de Planeamento Familiar (IPPF) da qual a VerdeFam é membro, e tendo em conta também os desafios na área da saúde reprodutiva.

“Nós temos que melhorar a demanda satisfeita do planeamento familiar entre as mulheres, cuidar melhor da saúde reprodutiva das adolescentes, 12 por cento das adolescentes já tiveram pelo menos um filho aos 19 anos, nós vamos trabalhar com o Governo para melhorar a estratégias, melhorar a saúde sexual dos adolescentes”, sublinhou

Segundo Francisco Tavares, a VerdeFam pretende sobretudo alcançar as pessoas com deficiência e, e outros que estão a ficar para trás. Tendemos construir uma estrutura de saúde na ilha do Sal, para estarmos à altura da procura na ilha do sal

“Temos de melhorar a saúde sexual das comunidades LGBT, melhorar no combate às infecções sexualmente transmissíveis (IST), continuar a lutar contra o HIV/sida, melhorar a saúde sexual reprodutiva dentro do contexto da covid-19, ou seja, temos de manter e cuidar da saúde reprodutiva”, reforçou.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,24 nov 2021 15:05

Editado porSara Almeida  em  2 dez 2021 18:19

pub.

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.