Interdição de saída do país a dois acusados de falsificação de cheques em Assomada

PorSheilla Ribeiro,2 ago 2022 7:48

O Tribunal da Comarca de Santa Catarina interditou a saída do país e decretou apresentação periódica nas autoridades a dois indivíduos acusados de crimes de falsificação de cheques e burla qualificada em Assomada.

Num comunicado a PJ informa que na sequência de uma denúncia de desvio de dinheiro de uma associação de professores de Santa Catarina e Picos, desde 2019, aproveitando-se da situação de pandemia, foram encetadas investigações criminais que culminaram na detenção de dois suspeitos.

Segundo os dados da Unidade de Investigação Criminal de Assomada (UICA), citados pela PJ, no decurso de investigações criminais por delegação de competência pelo Ministério Público, no início de Julho deste ano, soube-se que um dos suspeitos se preparava para uma fuga ao estrangeiro, tendo adquirido visto para um país Europeu.

“Neste sentido, a Unidade de Investigação Criminal de Assomada, promoveu junto do Ministério Público emissão de dois mandados de detenção no dia 27 de Julho na cidade de Assomada, fora de flagrante delito”, lê-se.

Os suspeitos de 40 e 43 anos de idades, são acusados de crimes de falsificação de cheques e burla qualificada.

Apresentados às autoridades judiciárias competentes para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos e aplicação de medidas de coação pessoal, foi-lhes aplicada a medida de coação pessoal – Interdição de saída do país e apresentação periódica nas autoridades.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,2 ago 2022 7:48

Editado porAndre Amaral  em  2 ago 2022 14:39

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.