Cerca de 12% dos alunos do EBO frequentaram cantinas durante as férias

PorSheilla Ribeiro,21 set 2022 11:52

Cerca de 12% dos alunos das escolas do Ensino Básico Obrigatório (EBO) frequentaram as cantinas durante o período das férias, segundo o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

“Aqui devo dizer que as cantinas escolares funcionaram não com a intensidade que nós gostaríamos, mas a afluência às cantinas escolares depende da decisão das famílias e devo sublinhar que cerca de 12% dos alunos das escolas do EBO afluíram às cantinas durante o período das férias, com impacto também na segurança alimentar e nutricional das nossas crianças e agora com o início das aulas vão continuar a ter este apoio”, disse o ministro durante uma conferência de imprensa.

O governante sublinhou que cerca de 1,5 milhões de dólares foram mobilizados através do Banco e alguns desses produtos já chegaram ao país. O executivo conta, nos próximos dias, assinar um memorando de entendimento com o banco sobre a boa distribuição de todos esses produtos a nível das escolas nacionais.

“O governo vai manter essas medidas e vai reformular à medida das necessidades, as acções que decidiu concretizar para mitigar os efeitos da guerra na Ucrânia, designadamente em relação às cantinas escolares, vamos ter que ver como fazer chegar melhor esses apoios às famílias que realmente necessitam, vamos ter que avaliar o ano agrícola, estamos com um bom andamento do ano agrícola”, afirmou.

Quanto ao ano agrícola, frisou que há resultados bastante diferenciados entre os vários concelhos do país e que há uma equipa multidisciplinar que vai fazer um relatório muito mais conciso sobre a recarga dos lenções freáticos; sobre a produção forrageira; sobre a produção de grãos para que o governo possa ter elementos concretos de avaliação e saber que medidas serão tomadas depois.

De referir que mais de metade das cantinas escolares em Cabo Verde funcionaram durante as férias, beneficiando mais de 50% dos alunos, uma medida extraordinária para fazer face às sucessivas crises.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,21 set 2022 11:52

Editado porA Redacção  em  21 set 2022 13:26

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.