TIR para sete suspeitos de ameaçar PN com armas de fogo

PorSheilla Ribeiro,14 nov 2022 9:54

O Tribunal da Comarca da Praia decretou termo de identidade e residência a sete indivíduos suspeitos de ameaçar com armas de fogo em punho e tentativa de desarmar elementos da Polícia Nacional que intervinha na sequência de briga de grupos rivais.

Segundo um comunicado da Polícia Nacional, no passado dia 11, por volta das 07h35, ocorreu uma briga entre grupos de delinquentes rivais, no bairro de Bela Vista, Cidade da Praia.

“Duas viaturas e tripulantes da Esquadra de Piquete e da Esquadra de Palmarejo foram accionadas e deslocaram-se ao local da ocorrência tendo sido recebidos com arremesso de pedras". Um dos oficiais da PN que acompanhava os operacionais foi atingido por uma dessas pedra ficando ferido, lê-se no comunicado.

A mesma fonte refere que já no local, e no momento que a equipa da PN tentava proceder à detenção dos delinquentes, estes, acompanhados por familiares, ameaçaram os policiais com armas de fogo em punho e tentaram desarmar um dos elementos da PN pondo-se depois em fuga e barricando-se na residência de um dos suspeitos.

Com a chegada de reforços, os elementos da PN arrombaram a porta da residência onde os delinquentes se tinham refugiado, entraram para seu interior, detiveram sete suspeitos, todos adultos, sendo seis homens e uma mulher.

A PN informa que apreendeu uma arma de fogo de fabrico convencional e calibre 6,35mm;u ma arma de fogo de fabrico artesanal de cano cumprido e uma de cano curto; duas armas de fogo de fabrico artesanal de cano curto, em construção; peças e ferramentas para construção de armas de fogo de fabrico artesanal; duas munições de calibre 12mm, sendo uma deflagrado; quatro munições de calibre 6.35mm; um punhal e um par de luvas.

Dois dos detidos do sexo masculino foram conduzidos pelos elementos da PN ao Banco de Urgência no do Hospital Universitário Agostinho Neto, sendo um de 57 e outro de 17 anos, feridos com disparos de arma de fogo na face e braço, respectivamente, durante os confrontos.

O oficial e os detidos foram conduzidos ao referido hospital, foram tratados e receberam alta hospitalar.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,14 nov 2022 9:54

Editado porAndre Amaral  em  15 nov 2022 8:01

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.