Ulisses diz que manifestação em São Vicente "não tem nada a ver" com actual Governo

PorLusa,14 jan 2018 10:34

1

Ulisses Correia e Silva
Ulisses Correia e Silva(Facebook do Primeiro-Ministro)

O primeiro-ministro disse sábado que a manifestação de ontem, em São Vicente, contra o centralismo, "não tem nada a ver" com actual Governo, que considera ser o que mais tem feito a descentralização do país.

"Acho que esta manifestação não tem nada a ver com este Governo. Somos o Governo que mais descentralização tem estado a fazer, um Governo engajado na regionalização, que tem estado a transferir mais recursos para os municípios, numa atitude de parceria, por isso acho que não tem nada a ver connosco", disse Ulisses Correia e Silva.

O chefe do Governo cabo-verdiano falava aos jornalistas, na cidade da Praia, no final da sessão solene comemorativa do 13 de Janeiro, dia da Liberdade e da Democracia, numa reacção à manifestação hoje na ilha de São Vicente, promovida pelo movimento Sokols, contra o centralismo da capital e em defesa da regionalização político-administrativa em Cabo Verde.

"A manifestação é um direito que as pessoas têm, desde que cumpra os requisitos legais não temos absolutamente nada a opinar", prosseguiu.

"O que eu digo é que o estado da liberdade também cria essa confiança de as pessoas tomarem as suas decisões, opinarem, se organizarem. Isto desde que seja feito na base da lei e do respeito", terminou Ulisses Correia e Silva.

Centenas de pessoas saíram sábado às ruas da ilha de São Vicente, numa manifestação promovida pelo movimento Sokols, contestando a extrema dependência de São Vicente das decisões políticas e administrativas da cidade da Praia, na ilha de Santiago.

A manifestação aconteceu no mesmo dia em que o país comemorou o 13 de Janeiro, dia da Liberdade e da Democracia.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lusa,14 jan 2018 10:34

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 jan 2018 14:08

1

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.