​Jorge Carlos Fonseca pede reforço de programas dirigidos a idosos e crianças

PorRádio Morabeza,8 fev 2018 8:48

Jorge Carlos Fonseca
Jorge Carlos Fonseca

O Presidente da República pediu ontem à nova direcção da Cruz Vermelha de Cabo Verde que alargue os programas dirigidos à terceira idade e às crianças carenciadas.

O apelo de Jorge Carlos Fonseca vai no sentido da criação de centros de dia e lares de idosos, jardins infantis e centros socioeducativos para as ilhas, concelhos e localidades onde tais estruturas ou serviços não existam ou sejam insuficientes.

O chefe de Estado quer o reforço dos programas dirigidos aos jovens e à educação, para uma cidadania activa e proficiente.

Jorge Carlos Fonseca discursava esta quarta-feira, na cidade da Praia, na cerimónia de tomada de posse do novo presidente da Cruz Vermelha de Cabo Verde (CVCV), Arlindo Carvalho.

No seu discurso, Jorge Carlos Fonseca pediu ainda o reforço dos programas dirigidos aos jovens e à educação para uma cidadania activa e proficiente.

“Reitero a minha disponibilidade para apoiar e exercer uma magistratura de influência, sempre que necessária e adequada, no sentido de auxiliar a missão da Cruz Vermelha de Cabo Verde para o bem comum do país”.

O Presidente da República diz que a Cruz Vermelha tem sido uma parceira fundamental no desenvolvimento de Cabo Verde, regendo-se por uma presença constante, tanto em momentos críticos, de catástrofes, quanto em situações que requerem a intervenção ou o apoio a pessoas vulneráveis, particularmente crianças e idosos.

Jorge Carlos Fonseca afirma que, perante os desafios de Cabo Verde, sobretudo ao nível social e de actuação em situações de emergência, a Cruz Vermelha tem desempenhado um papel de suma importância.

Na sua intervenção, o novo presidente da CVCV, Arlindo Carvalho, prometeu trabalhar com humildade, transparência, eficácia e responsabilidade” em “estreita obediência” aos valores e princípios fundamentais do movimento internacional para o bem-estar das populações, sobretudo os mais vulneráveis e de acordo com os propósitos humanitários.

Além do presidente Arlindo Carvalho, foram ainda empossados Salomão Furtado, como 1º vice-presidente, e José Carlos Moniz Varela, como 2º vice-presidente da Cruz vermelha de Cabo Verde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Rádio Morabeza,8 fev 2018 8:48

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  8 fev 2018 8:48

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.