​Boa Vista: Receitas municipais caíram 34% em 2017

PorExpresso das Ilhas,21 jun 2018 17:34

José Luís Santos
José Luís Santos

Durante a apreciação da conta gerência de 2017, na sessão da Assembleia Municipal desta quinta-feira, a vereadora pela pasta das finanças Júlia Ramos afiançou que o total de receitas arrecadadas pela autarquia foi superior a 274 milhões de escudos, o que representou uma redução de 34% face a 2016.

"As receitas totais da câmara, no exercício de 2017, incluindo os activos não financeiros ascenderam os 274 milhões, correspondendo a uma taxa de crescimento infelizmente negativo, na ordem dos 34,2, relativamente ao ano de 2016", disse.

As receitas correntes também estiveram no vermelho, com decréscimo de 35% face ao período homólogo e os activos não financeiros (incluindo as vendas do terreno) verificaram um decréscimo de 62%.

"Primeiro, não houve vendas de terreno pela autarquia, devido ao trabalho realizado no âmbito da operação Cadastro Predial que irá clarificar quais os terrenos existentes para venda, porque na cidade de Sal Rei os terrenos já são escassos. Segundo, a isenção do IUP de transmissão também enfraqueceu as entradas na autarquia", explicou.

"Nas previsões da conta de 2017 contávamos com o pagamento de uma certa quantia de IUP, por parte de uma empresa imobiliária que tinha um processo no tribunal, mas o imposto não entrou e fez com que as receitas não atingisse o estipulado”, justificou.

Júlia Ramos adiantou ainda que o atraso na transferência das verbas consignadas, do Fundo do Ambiente e Taxa Turística, relativos a 2016 também condicionou as realizações da autarquia.

Como consequência da quebra de receitas, o programa de investimentos também foi condicionado, com uma execução de apenas 11,2%.

No mesmo sentido das receitas, as despesas do funcionamento da autarquia caíram no ano passado, atingindo os 172 milhões de escudos, uma redução de 23% face a 2016.

Também o autarca José Luís Santos, presidente da Câmara Municipal, reconheceu que os principais objectivos traçados para o ano de 2017 não foram atingidos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,21 jun 2018 17:34

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.