Jorge Santos quer transformar CPLP em plataforma económica, política e social

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,8 fev 2019 7:30

Jorge Santos e Francisco Ribeiro Telles
Jorge Santos e Francisco Ribeiro Telles(CPLP)

​O presidente em exercício da Assembleia Parlamentar da CPLP manifestou, hoje, em Lisboa, a sua disponibilidade em contribuir para transformar a comunidade numa plataforma económica, política e social com benefícios para os povos e países da comunidade.

Jorge Santos falava aos jornalistas, após a visita à sede da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), para se reunir com o secretário-executivo da organização, com quem abordou a necessidade de estabelecer um “diálogo permanente” entre as estruturas da comunidade lusófona.

O presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, que assume a presidência rotativa da Assembleia Parlamentar da Comunidade Lusófona, avançou ainda que no diálogo que manteve com o secretário-executivo da CPLP, foi abordada a necessidade de se criar um quadro de relacionamento permanente entre a Assembleia Parlamentar e o secretariado-executivo.

“A intenção é não só organizarmos iniciativas conjuntas no plano da boa governança e democracia, com as observações eleitorais, mas também desenvolver programas para a juventude”, disse.

Nesse sentido, está em cima da mesa a possibilidade de criação de um parlamento ou de uma rede parlamentar para a juventude.

Em discussão esteve também a criação de um secretariado permanente da Assembleia Parlamentar da CPLP, sedeado em Angola.

“Vamos ter uma Assembleia Parlamentar da CPLP em Luanda, no mês de Julho, onde esta questão será resolvida”, afirmou.

Quinta-feira, Jorge Santos encontrou-se com o seu homólogo português, Eduardo Ferro Rodrigues, na Assembleia da República.

A visita a Portugal da delegação parlamentar cabo-verdiana termina no sábado, 09, com uma visita à comunidade cabo-verdiana de Sines.

Integram a comitiva do presidente os líderes parlamentares MpD e PAICV, Rui Figueiredo Soares e Rui Semedo, e a presidente da Comissão Especializada de Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos, Segurança e Reforma do Estado e membro do Grupo de Amizade Cabo Verde -Portugal, Joana Rosa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,8 fev 2019 7:30

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  18 ago 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.