Governo trabalha na legislação de obrigação de serviço público na ligação área inter-ilhas

PorSheilla Ribeiro,17 nov 2022 11:50

O governo pretende aprovar uma legislação de obrigação de serviço público na ligação área inter-ilhas, para que haja um mínimo de frequências, rotas e horários definidos para determinadas ilhas.

A informação foi hoje avançada pelo ministro de Turismo e Transportes, Carlos Santos, durante a reunião realizada pela Comissão Especializada.

“O governo, através da legislação de criação de obrigação de serviço público quer formalizar e transformar num processo legal a obrigação da ligação com determinadas ilhas. Para obrigar que haja um mínimo de frequências, com horários definidos, com segurança, para determinadas ilhas”, anunciou.

A legislação, assegurou, dará um quadro de maior transparência, maior previsibilidade, e também de sustentabilidade de operação e melhor tratamento dos passageiros.

Conforme referiu, em 10 meses, a companhia BestFly transportou mais de três mil passageiros turistas e já têm contratualizado, com operadores turísticos de turismo de circuito, cerca de cinco mil assentos para o próximo inverno.

“Os turistas estão a movimentar-se entre as ilhas utilizando a BestFly. Também há a possibilidade de reintroduzir o voo Sal- Fogo, precisamente para dar resposta à procura desses operadores de circuito, como no passado houve”, informou.

Também tem havido manifestações de companhias interessadas em substituir o trabalho e aquela vocação que era de Cabo Verde Express e o governo está a espera que submetam a proposta.

“Isto significa que há procura e há também manifestações de interesses de outras companhias para poder responder a este circuito Sal- Boa Vista e Sal- Fogo”, disse.

Neste momento, prosseguiu, há três ATRs a funcionar para, até durante o período do Natal e do final do ano, haver oferta sem nenhum sobressalto.

“Vamos continuar a trabalhar na legislação para garantir os mínimos de obrigação de serviço público, designadamente a nível de horários, frequências e esperamos que, brevemente possam trazer os Twin Otters, como já tinha sido falado pela companhia para podermos garantir nas operações e nas rotas mais deficitárias, frequências mínimas e facilitar a mobilidade dos cabo-verdianos”. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,17 nov 2022 11:50

Editado porAndre Amaral  em  18 nov 2022 8:03

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.