"Conhecer para melhor decidir"

PorIDJ,10 dez 2021 10:47

​No passado dia 12 de Novembro fez-se a apresentação pública do projeto “Censo do Desporto”, o primeiro recenseamento geral do desporto e a principal face da Carta Desportiva Nacional.

Ter informações de qualidade é fundamental para a definição de políticas públicas no setor do desporto!

O Governo de Cabo Verde identificou o Desporto como uma das áreas a ser contemplada no Projeto de Harmonização dos Dados Estatísticos da África Ocidental, devido a grande carência de dados que existe neste sector. Para isso, foi criado o projeto “Censo do Desporto”, que vai permitir o levantamento e registo de um conjunto de dados e indicadores estatísticos sobre o desporto nacional, de modo a dotar os gestores do sistema desportivo nacional de informações credíveis e atualizadas, como suporte na tomada de decisões e definição de políticas assertivas para o sector.

Um dos objetivos principais do Instituto do Desporto e da Juventude é dotar o país de uma Carta Desportiva Nacional, com dados científicos, que permitirão avançar com a elaboração da conta satélite do desporto que, certamente, será um instrumento de grande mais valia para o sector desportivo. Pois, ajudará o IDJ a perceber o impacto económico do desporto e a sua contribuição no PIB nacional e servirá de base ao Governo para definir, com apoio em dados científicos, qual é a fatia do orçamento do Estado que deve ser destinada ao desporto, de modo a garantir a sua sustentabilidade e o seu desenvolvimento.

Também, é um objetivo definido, incluir o Desporto como uma das Plataformas de Desenvolvimento, no âmbito dos Grandes Planos de Desenvolvimento do País. E incluir o Desporto como um setor importante no próximo Plano Estratégico do Desenvolvimento Sustentável (PEDS) e na Agenda de Desenvolvimento 2030. O impacto na sociedade é, como sabemos, enorme, precisamos neste momento é a sua correta mensuração e demonstração, por dados, que o investimento no Desporto deve ser, também, uma prioridade e tem os seus benefícios claros a nível Desportivo, económico, social, da saúde, de cooperação, a nível de infraestruturação do País, a nível tecnológico e digital e, também, a nível da prática limpa do Desporto no País com ganhos a nível de investigação e posicionar Cabo Verde como um modelo em termos de gestão desportiva no Continente Africano.

Por isso, este projeto que ora se inicia é a concretização do maior desafio do Desporto Nacional, neste momento, e da instituição, na área do Desporto, que procura entender quais as práticas desportivas mais adequadas para o país e as necessidades de infraestruturas e capacidades técnicas para poder intervir de forma a obter resultados bem definidos.

O projeto “Censo do Desporto” é, sem duvidas, um passo decisivo no processo de elaboração da Carta Desportiva e no desenvolvimento do setor, por ser um documento e instrumento fundamental de base para planificar e desenvolver o desporto de uma forma séria, perene e sustentável.

O foco passa por percebermos bem a dinâmica desportiva nacional, perceber quais os aspetos a melhorar para que possamos tornar o nosso Desporto, a nosso nível, num setor sustentável e que crie mais-valias, perceber como todos os setores de atividade podem, em uníssono, contribuir para o desenvolvimento do Desporto. A mobilização depende de como vemos a dimensão do mercado desportivo em Cabo Verde e sua simbiose com o Mundo, para isso, dados são de suma importância para o podermos apreender de forma assertiva.

O projeto será desenvolvido em duas fases, sendo a primeira de recolha e inventariação dos dados e a segunda destinada à edificação de uma plataforma oficial de dados desportivos em Cabo Verde, que será alojada no site do IDJ, com base digital para consulta pública.

O Censo do Desporto é uma iniciativa do IDJ, em parceria com o Instituto Nacional de Estatísticas, financiada pelo Banco Mundial, através da Unidade de Gestão de Projetos Especiais (UGPE), e tem como objetivo conhecer e inventariar um conjunto de dados e indicadores estatísticos sobre o desporto nacional, reforçar o conhecimento sobre o desporto (as suas valências e os seus desafios), criar e alimentar as plataformas das federações, associações e clubes desportivos com dados credíveis são outros objetivos do projeto.

Neste momento, todas as parcerias para a sua execução já estão alinhadas, os formulários e os questionários definidos, bem como a sua socialização com os principais intervenientes do projeto, como as Câmaras Municipais, Federações, associações e clubes desportivos, os Ministérios da Educação, Defesa e Turismo.

Após a recolha e inventariação dos dados, todos os agentes desportivos e outros, poderão obter um conhecimento global e detalhada do sector, quanto aos clubes, modalidades, atletas, escalões de formação, níveis dos oficiais de mesa, oficiais de jogos, nível dos monitores, as infraestruturas desportivas existentes e suas condições e onde é necessário realmente investir na construção ou reabilitação de uma infraestrutura desportiva, entre outros dados.

Para o sucesso do projeto, é imprescindível o envolvimento e engajamento das instituições e estruturas privadas do desporto nacional, os fazedores do desporto e as famílias.

Por isso, o IDJ apela ao apoio e engajamento de todos os agentes e intervenientes do desporto nacional e de todos os cabo-verdianos, para o sucesso deste projeto que será fundamental para a assertividade das políticas públicas para o Desporto Nacional.

Saiba mais sobre o projeto e participe do inquérito.

O que é o Censo do Desporto?

O projeto Censo do Desporto é uma pesquisa para recolha e inventariação de todos os dados sobre o desporto nacional, a fim de munir os decisores de informações que permitam organizar, estruturar e definir uma metodologia de trabalho no setor desportivo nacional que se pretende cada vez mais evoluído, desenvolvido, inclusivo, competitivo e promotora de impactos positivos na sociedade cabo-verdiana.

Quem realiza o Censo do Desporto?

O Instituto do Desporto e da Juventude, na qualidade do órgão responsável pela gestão de todo o sistema desportivo no país (Decreto-lei n° 25/2020, de 17 de março), apoiado tecnicamente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), enquanto órgão executivo central de produção e difusão das estatísticas oficias no âmbito do Sistema Estatístico Nacional (SEN) (Lei nº48/IX/2019, de 18 de fevereiro).

Qual é a importância da sua realização?

O Censo do desporto dotará o país de um manancial de informações e indicadores, referentes a diversos aspetos como os hábitos desportivos dos indivíduos, a demanda e o consumo do desporto, infraestruturas desportivas existentes no país, organizações desportivas formalmente constituídas, agentes desportivos, entre muitos outros, uma base fidedigna e fundamental para a compreensão, formulação, seguimento e avaliação de políticas e programas do setor do desporto.

Como será realizado?

A pesquisa será feita em duas vertentes: a primeira incide sobre a recolha de dados junto às famílias, através de um inquérito a uma amostra de 6.740 agregados familiares, sobre a prática desportiva, a procura do desporto, perfil dos praticantes de desporto, entre outros. A segunda vertente será de recolha de dados administrativos junto às organizações desportivas (federações, associações, clubes e escolas de iniciação) e instituições consideradas, por lei, como um subsistema do desporto (Ministério da Educação, Ministério da Defesa Nacional, Ministério do Turismo e as Câmaras Municipais). O Censo inclui, também, um levantamento exaustivo de todas as infraestruturas desportivas do país (pavilhões, polidesportivo, pista de atletismo, ginásios, placas desportivas, entre outros) mediante uma ficha de levantamento de dados.

Onde será realizado?

A recolha de dados será em todo território nacional junto de uma amostra de 6.740 agregados familiares, com representatividade a nível concelhio e, também, em todas as organizações, instituições e infraestruturas desportivas do país.

Quando acontecerá a recolha de dados no terreno?

A recolha de dados terá início a janeirode 2022 e terá a duração de 1 mês.

Quem deverá responder à entrevista?

Todos os membros residentes nos agregados familiares selecionados, com idade igual ou superior a 6 anos, deverão responder a uma entrevista direta e presencial. Para a recolha de dados junto das organizações e instituições desportivas será enviado um questionário eletrónico a cada um, através de um ponto focal, indicado pela instituição/organização, que também fará o seu preenchimento. A recolha de dados junto das infraestruturas desportivas será feita por um inquiridor devidamente identificado, com o suporte de uma ficha de levantamento eletrónico (Tablet). Com apoio de um mapa de infraestruturas desportivas, identificadas e georreferenciadas em todo o país, durante a operação “Atualização Cartográfica e Pré-recenseamento 2019”, inserido nos Tablets, o inquiridor deve dirigir-se a cada uma, localizada no seu concelho de trabalho.

Confidencialidade da Informa­ção

Toda a informação prestada no âmbito desta operação é confidencial e servirá exclusivamente para fins estatísticos. Os representantes dos agregados familiares devem exigir a identificação ao Inquiridor e Supervisor que os contactarem, a fim de estarem seguros no fornecimento dos seus dados.

image

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 1045 de 8 de Dezembro de 2021.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:IDJ,10 dez 2021 10:47

Editado porExpresso das Ilhas  em  13 dez 2021 8:28

pub.

pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.