Novo livro infantil de Celina Pereira apresentado hoje na Biblioteca Nacional

PorExpresso das Ilhas,26 mar 2019 11:19

Celina Pereira
Celina Pereira

Celina Pereira apresenta hoje na cidade da Praia o seu mais recente livro infantil, “A sereia Mánina e os seus sapatos vermelhos” ou “Serêa Mánina e sís sapóte burmêdje”, uma história sobre a eterna espera da chuva.

Lançado em Novembro passado em Portugal, onde a cantora e escritora reside há várias décadas, o livro é editado pela Editorial Novembro em formato impresso e áudio e conta, em Português, Cabo-verdiano e em braille, a história de uma pequena sereia que tem que encontrar um par de sapatos vermelhos para poder ir ao baile onde todos vão agradecer as chuvas que abundantemente caíram nas ilhas.

A história do livro é inspirada num conto que Celina Pereira ouvia da mãe, quando criança, e sempre quis editá-la em livro.

A primeira-dama, Lígia Fonseca, assina o prefácio onde escreve que “A Sereia Mánina e os seus sapatos vermelhos é um conto cheio de ritmo e musicalidade que quase nos põe a cantar as palavras que vamos lendo. Uma estória de desafios que se vencem pela união”.

A editora da obra, Avelina Ferraz, refere-se ao livro como notável e diz que “permite uma literatura mais abrangente” uma vez que sendo também editado em braile é dada a possibilidade da sua leitura por invisuais.

Na apresentação do Livro em Lisboa, tanto a embaixatriz de Cabo Verde – que foi uma das apresentadoras – como o presidente da UCCLA, Victor Ramalho, enalteceram o contributo dado pela activista cultural cabo-verdiana na promoção e valorização da cultura de Cabo Verde em Portugal.

“Dá muito prazer ouvir Celina neste último trabalho, pela narrativa em si, mas também como Celina deixa escorrer as palavras. Pelo tom, pelo ritmo, pela plasticidade das inflexões de voz e pelo ambiente que transparece, cativa e envolve, transportando o ouvinte para o centro da narrativa. (…) A voz da cantora que existe em Celina sobrepôs-se sobre a forma como as histórias são contadas, dando corpo e dimensão às narrativas e criando um ambiente de muita musicalidade”, disse ainda na ocasião Manuela Soares de Brito.

image

Celina Pereira iniciou a carreira musical em 1979 com o lançamento de um single. O primeiro disco, “Força di Cretcheu” chegaria em 1986. Desde então editou "Nós Tradição", "Harpejos e Gorjeios" e participou em compilações e discos de outros artistas. Na área da literatura infantil, o primeiro audiolivro "Estória, Estória… No Arquipélago das Maravilhas" é de 1990.

Recebeu vários prémios e condecorações, entre estes a Medalha de Mérito - grau comendadora – atribuída em 2003 pelo presidente português, Jorge Sampaio, pelo seu trabalho na área da educação e da cultura cabo-verdiana.

Celina Pereira foi homenageada em Mindelo na semana passada, por ocasião do Micadinaia Fest, celebração do Dia Mundial da Poesia.

A apresentação de “Serêa Mánina e sís sapóte burmêdje” acontece às 18horas, na Biblioteca Nacional, e caberá ao sociólogo César Monteiro. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,26 mar 2019 11:19

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  27 mar 2019 8:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.