O som das terras, com sabor a café…

PorPaulo Lobo Linhares,18 mai 2019 8:49

Hoje ao saborear uma chávena de café da nossa ilha do Fogo, já dominado pelo seu inebriante sabor, lembrei-me de um interessante trabalho feito há alguns anos atrás pela “label” Putumayo, “label” bastante conceituada pela sua pesquisa das músicas do mundo, onde também se destacam as suas selecções temáticas.

Conforme dito, lançou há algum tempo uma compilação a que chamou “Music from the coffee lands”. Partia-se assim do café, seu sabor, seu cheiro e todo o seu imaginário, para o mundo da música.

A referida “label” procurou selecionar, países onde cresce o café, e onde este produto está fortemente enraizado nas suas culturas.

Talvez, também tendo em conta a força e energia musical, quase todos os países selecionados, situavam-se nos continentes americanos (incidência para a América do Sul) e África.

Países como o Perú, o Brasil, ou a Jamaica, Cuba, e ainda Quénia trazem-nos os ritmos deste trabalho. Nomes como a magnífica Susana Baca, o baiano Raimundo Sodré, o balanço de Ernest Ranglin ou Ricardo Lemvo, entre outros, são os performers deste projecto.

E assim foi feito. Os países onde a presença do café é marcante, emprestaram os seus ritmos ao sabor do café, e este fez o resto.

Apenas um amargo de boca… a ausência da nossa ilha do Fogo. Talvez numa próxima edição…

De relembrar que a “label” Putumayo, já trabalhou o universo da música de Cabo Verde na compilação Putumayo - presents Cape Verde.

Para ouvir… a saborear um bom café, neste caso… o de Cabo Verde.

Texto originalmente publicado na edição impressa do expresso das ilhas nº 911 de 15 de Maio de 2019. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Paulo Lobo Linhares,18 mai 2019 8:49

Editado porAndre Amaral  em  21 set 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.