Recomendação para ouvir: Lembranças do RAP Made in Portugal

PorPaulo Lobo Linhares,8 jul 2019 7:39

Na década de 80 vivia-se mundialmente o fenómeno Hip-Hop. Os Estados Unidos eram o grande palco de todo o movimento.

Nos inícios dos anos 90, iniciava os meus estudos em Portugal, e assisti à invasão deste movimento no país onde vivia. Começou pelas periferias de Lisboa e Porto, com incidência para as regiões da margem Sul de Lisboa, Vila Nova de Gaia e Matosinhos, no Porto.

Era claramente uma linguagem nova, para novos ouvintes. Muito cedo algumas rádios se aperceberam disso, e a sua divulgação seguiu caminho.

Estive agora em Lisboa, e num espaço musical, vi a referência a um álbum que guardo com agrado – a compilação “Rapública”.

Esta compilação, reúne os primeiros grupos que deram a conhecer esta vertente musical, completamente desconhecida para muitos, com letras onde se expressava talvez mais liberdade do que até então.

Os temas como “Nadar” explodiam nas rádios. Nomes como Boss AC, Líderes da Nova Mensagem e os Family tornavam-se aos poucos, ídolos de uma nova geração.

O nosso crioulo também esteve presente em “Rapublica”. Family, composto por Mc’s de origem cabo-verdiana, como Melo D (que posteriormente fez sucesso em várias formações), acabaram por gravar aquele que é o primeiro tema de Hip Hop rimado em crioulo, “Rabola Bô Corpo”.

Fica aqui então, a lembrança, dos primeiros registos musicais do RAP Made in Portugal.

Texto originalmente publicado na edição impressa do expresso das ilhas nº 918 de 3 de Julho de 2019. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Paulo Lobo Linhares,8 jul 2019 7:39

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  8 jul 2019 14:45

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.