Centenas de pessoas compareceram no último adeus a Jorge Neto

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,1 mar 2020 10:39

Centenas de pessoas estiveram presentes no funeral do cantor Jorge Neto, que teve lugar este sábado no Cemitério Municipal da Amadora, em Portugal, sendo que antes, na Capela Mortuária da Igreja Nossa Senhora Mãe de Deus da Buraca, aconteceram as cerimónias fúnebres.

Na sua página pessoal no Facebook, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, disse que “o velório e o funeral do Jorge Neto foram “ emotivo, singelo e forte emocionalmente”.

“Foi o funeral de um homem do povo, de alguém profundamente amado como artista, mas sobretudo como ser humano. Foi também uma lição de dignidade por parte dos familiares, dos filhos e, principalmente da esposa. Parte o corpo, fica a lenda, o ícone!

Até sempre Jorge Neto”, escreveu o governante.

Para além do ministro Abraão Vicente, esteve presente nas cerimónias fúnebres do artista, o presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, para além de vários artistas amigos do malogrado.

Jorge Neto, considerado um dos cantores mais populares de Cabo Verde, faleceu no dia 20 em Lisboa, Portugal, vítima de um duplo Acidente Vascular Cerebral (AVC), após meses internado num dos hospitais da capital portuguesa.

O artista sofreu um duplo Acidente Vascular Cerebral (AVC) no dia 30 de Dezembro, em casa, mas antes disso quando tentava viajar para Cabo Verde, onde tinha agendado um show de passagem de ano em São Vicente, sentiu-se mal no aeroporto de Lisboa.

O cantor, que se encontrava em coma induzido, no hospital São Francisco Xavier, acordou no passado dia 17 de Janeiro e estava a reagir e a dar sinais somente com o olho direito e com a mão direita, dando mais esperança à família que estava a analisar a possibilidade de transferi-lo para uma clínica de reabilitação em Lisboa.

António Jorge Costa Neto, mais conhecido por Jorge Neto, nasceu a 03 de Dezembro de 1964, em São Tomé e Príncipe, filho de mãe cabo-verdiana, natural da Ponta do Sol, Santo Antão, e pai santomense.

Fez os estudos secundários em Portugal e para fugir ao serviço militar obrigatório, emigrou para a Holanda.

Após 20 anos a viver na Holanda e em Portugal, o cantor fixou residência, em 2008, no bairro da Buraca, em Lisboa, onde vive com a mulher, a mãe e os filhos.

Apareceu de rompante na música cabo-verdiana com o tema “Rosinha”, em 1987, como representante da Holanda no concurso Todo Mundo Canta, do qual foi vencedor.

Em 1988 integra o grupo “Livity”, com o qual gravou dois CD até interromper a carreira no grupo, em 1995, altura em que iniciou carreira a solo.

Nessa condição, o artista gravou vários CD e DVD, para além da participação em projectos e espectáculos na Europa, África, Ásia, EUA e todas as ilhas de Cabo Verde.

Após a reactivação dos “Livity”, em 2007, Jorge Neto dividiu a carreira a solo com o grupo, mas com muito sucesso, sendo um dos artistas mais conhecidos de Cabo Verde, um dos melhores em palco, reconhecido publicamente quando venceu o Prémio de Melhor Artista em Palco, nos CVMA, em 2011 e 2012.

Músico e artista de estilo inconfundível no palco, foi a voz principal do grupo Livity e residia em Portugal, onde participou em vários festivais e marcando presença assídua nas festas da Queima das Fitas em Coimbra.

Em 2016, foi homenageado na segunda edição da gala Somos Cabo Verde, com o Prémio Mérito e Excelência.

Depois de 11 anos sem gravar um disco, Jorge Neto lançou, em 2016, o álbum “Nha Palco”.

Do seu currículo constam nove álbuns, nomeadamente “Dja ca Da”; “Jorge Neto”; “Papia Bu Manera”; “Dia Diferente”; “Neto e Cabo Verde”; “Boca Povo”; “Rapaz Novo” e “Harmonia”, estes dois últimos ao lado dos Livity, e por último “Nha Palco”.

Actuou ao lado de artistas de vários países lusófonos como Bonga, Peróla, Boss AC e Rui Veloso, entre outros.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,1 mar 2020 10:39

Editado porAntónio Monteiro  em  24 nov 2020 23:21

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.