​Festival Nacional de Batuco reúne 23 grupos num só palco

PorDulcina Mendes,29 jul 2022 9:35

A cidade da Praia acolhe este sábado e domingo, 30 e 31 deste mês, a primeira edição do Festival Nacional de Batuco. Este festival acontece no âmbito do Dia Nacional do Batuco, que se celebra no dia 31 de Julho.

O festival acontece no Parque 5 de Julho, e contará com actuação de 23 grupos entre nacionais e internacionais, para esses dois dias do evento. 

Além disso, o festival contará com outras actividades como workshops e homenagens a Nha Mita Perreira e as batucadeiras que já tem 30 anos de carreira. A organização Batuku Nos Alma realizou esta quinta-feira, 28, uma conferência de imprensa para falar do festival.

Segundo Bob Mascarenhas já está tudo a posto para o arranque do Festival Nacional de Batuco. “Em princípio estamos todos a postos, e estamos à espera da chegada desse dia, para fazermos essa grande festa que é de todos nós. Esse evento não é só meu, ou do projecto Batuku Nos Alma, mas sim de todos os cabo-verdianos".

Bob Mascarenhas avançou que este festival está orçado em seis mil contos. “Infelizmente não conseguimos muitos patrocínios que estavam à espera, porque estávamos à espera de ser abraçados por algumas instituições, que acabaram por não nos apoiar, mas o pouco que conseguimos só temos que agradecer e por isso convidamos os nossos parceiros a continuar a apostar no nosso projecto”.

A entrada ao recinto do festival será paga pelo montante de 200 escudos.

A batucadeira  Teresa Fernandes que esteve presente na conferência de imprensa disse que se tivesse mais reconhecimento do batuco ficaria contente, "porque as batucadeiras passam por muitos sacrifícios, mas não é visto como artista, mas não sinto mal por isso, porque sinto que sou artista".

Teresa Fernandes afirmou que se sente artista e que sempre que vai para algum evento vai profissionalmente, “para levar a minha cultura e abraçar o meu povo. Batuco é a nossa identidade, vamos levá-lo onde podemos e não vamos deixá-lo morrer. Nós não fazemos batuco por causa do dinheiro, mas sim porque gostamos".

Batuku Nos Alma, conforme Bob Mascarenhas é um projecto que foi criado em 2016, onde gravaram 12 grupos de batucadeiras de Calheta de São Miguel, 16 de Santa Catarina de Santiago, e que neste momento estão a trabalhar com cinco grupos da cidade da Praia.

“É um projecto grande. Depois foi um trabalha em conjunto com o ex-deputado José Soares, onde levamos o batuco para o Parlamento e onde foi instituído o Dia Nacional do Batuco. E isso foi uma grande vitória para o batuco e para as mulheres, porque sabemos que 99% são as mulheres que fazem o batuco. Damos graças às mulheres, porque se não fosse elas hoje não tínhamos batuco na nossa cultura”, assegura. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,29 jul 2022 9:35

Editado porAndre Amaral  em  12 ago 2022 19:20

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.