​Museus do Estado receberam mais de 10 mil visitantes no primeiro semestre de 2022

PorDulcina Mendes,1 ago 2022 18:12

Campo de Concentração do Tarrafal
Campo de Concentração do TarrafalInstituto do Património Cultural

Os museus tutelados pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural receberam só no primeiro semestre de 2022, 10.851 mil visitantes.

Esses dados foram apresentados hoje, pelo Instituto do Património Cultural, na rede social, Facebook,

Segundo escreveu o IPC, esses dados ultrapassam os dados anuais de 2021, onde os museus receberam o ano todo 8.466 visitas.

A mesma fonte indicou que a maioria desses visitantes foram turistas estrangeiros, representando um total de 56%.

Outro dado sobre entradas, é que o museu mais visitado é o Campo de Concentração do Tarrafal, que recebeu um total de 3768 visitas, responsável por 35% das entradas, tendo o Museu Norberto Tavares, sito na Cidade de Assomada, registado um aumento exponencial de turistas (1.268) superando a entrada anual de visitantes estrangeiros em mais de 1000 visitantes em 2021.

De acordo com o IPC, este aumento reflecte a retoma das actividades na pós-pandemia e os consequentes investimentos efectuados para a valorização do quadro museológico nacional.

“Estes, têm sido acompanhados de programas de divulgação que vão desde o contacto directo com o sector educativo e turístico, como no reforço dos mecanismos de comunicação digitais”, indica.

Por outro lado, a mesma fonte avisou que todos os museus geridos pelo IPC já integram o site museus.cv, traduzido em três idiomas e dispõem de páginas individuais na rede social, Facebook onde são partilhados recorrentemente os conteúdos.

O IPC acrescentou ainda que esses dados atestam o valor que os bens culturais agregam aos destinos, “ainda que o produto âncora esteja associado à natureza”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,1 ago 2022 18:12

Editado porDulcina Mendes  em  9 ago 2022 11:20

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.