Música: Matias Damásio promete entrega total no palco da FIC em Dezembro na Praia

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 nov 2023 14:26

O artista Matias Damásio prometeu hoje entrega total no espectáculo marcado para 23 de Dezembro, no espaço FIC, com os “grandes sucessos” que marcaram os seus 18 anos de carreira, num ‘show’ “à altura de uma terra musical”.

Em entrevista exclusiva à Inforpress, o artista, que actua acompanhado de banda “ao vivo” no espaço FIC, em Achada Grande Frente, na Cidade da Praia, garantiu que os cabo-verdianos podem esperar o “melhor da música” e entrega total no concerto que reúne os sucessos da sua carreira.

Conforme descreveu, o percurso musical iniciou-se em 2001 com a participação em vários concursos musicais no bairro da lixeira, província de Benguela, e profissionalizou-se em 2005 com a saída do primeiro disco a solo intitulado “Victória” e “Amor e Festa na Lixeira” lançada em 2008 em tributo ao bairro onde nasceu e viveu o até os meados da sua juventude.

Como referência dos grandes nomes da música de Cabo Verde e que influenciou no seu género artístico, Matias Damásio referiu Cesária Évora, Bana, Beto Dias e Tito Paris, acrescentando que teve inspirações também do cantor angolano Rui Mingas e do nigeriano Filipe Mukenga.

“Andava a cantar nos bares, uma das dificuldades que todos de uma maneira geral passamos enquanto artista foi os concursos, alguns perdi e outros ganhei, as portas que bate culminaram na gravação do meu primeiro CD” avançou sublinhando que foi dali que as pessoas perceberam a sua luta frenética para a afirmação no complexo mundo musical.

Segundo o compositor, Cabo Verde exerce uma influência forte na cultura Africana, por isso, a expectativa é “ganhar o coração” dos cabo-verdianos e semear uma ligação mais próxima e duradoura com o País, assegurando que os mesmos podem esperar “qualidade e um concerto à altura” de uma terra musical.

Instado sobre o actual cenário musical no continente, disse que a imposição desta nova imagem dos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e os países francófonos ocupa o ponto alto da música com artistas que se destacam pelos sucessos, grammys e outros prémios internacionais.

“A música africana já começa tomar conta do mundo” contextualiza, completando que pretende continuar a ser nomeado como uma das referências do Kizomba na “composição, entrega e cultura” conquistando novos mercados, em particular o latino.

“Enquanto artista sou um grande ouvinte de músicas de todos os quadrantes, sou compositor, gosto de estar no estúdio como produtor e sou muito exigente com a questão da actualidade musical” pormenorizou.

O evento musical, organizado pela Golden Boys Events, está aprazado para as 20:00 e terá entrada paga a 1.000 escudos.

Os bilhetes, segundo os promotores, já estão à venda em vários locais dos municípios da ilha de Santiago.

Matias Damásio, o menino da “Lixeira” de Benguela, chegou a Luanda em 1993. Devido à guerra partiu da sua terra natal em companhia da mãe e quatros irmãos tendo permanecido no município da Samba.

O reconhecido nome da expressão cultural africana e portuguesa, é detentor do recorde de vendas de discos num só dia em Angola ao registar mais de 75 mil discos vendidos com o álbum “A Outra”.

“Por Amor” é o quarto disco da carreira de Matias Damásio, o cantor e compositor Angolano retrata ao longo de 12 canções histórias de amor, força, esperança, optimismo e a história do seu País.

O disco celebra os 10 anos de uma carreira e conta com a colaboração de Prodígio (Força Suprema), Laton (Kalibrados) e o single “Loucos” com Hebér Marques (dos HMB).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 nov 2023 14:26

Editado porAndre Amaral  em  14 abr 2024 23:27

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.