Dia do desporto para o desenvolvimento e Paz em 2022

PorLeonardo Cunha,8 abr 2022 8:17

Este ano as celebrações do dia do desporto para o desenvolvimento e paz em Cabo Verde teve uma ligação muito próxima ao comité organizador dos Jogos Olímpicos Paris 2024. Numa iniciativa conjunta este evento teve uma projeção global através do Ministério Francês dos Negócios Estrangeiros para celebrar este dia. A estafeta envolveu figuras públicas, atletas olímpicos e o público, e abrangerá todo o mundo através da utilização de embaixadas e de partidas ultramarinas francesas, regiões e territórios.

Cabo Verde, como país inserido numa região francófona, participou neste evento organizado num contexto onde as pessoas são lembradas, diariamente, da importância de forjar ligações entre diferentes povos de acordo com Paris 2024. A organização vê o desporto como uma das últimas atividades humanas restantes onde é possível ultrapassar barreiras linguísticas, colmatar divisões culturais e unir aqueles com interesses concorrentes.

Tony Estanguet, Presidente de Paris 2024, comentou: “o desporto dá-nos a oportunidade de trabalhar em conjunto, de partilhar coisas, de ultrapassar os nossos próprios limites e, ao fazê-lo, tornarmo-nos melhores, juntos. No dia 6 de abril, todas as embaixadas e todos os territórios envolvidos na transmissão em todo o mundo ajudaram a criar um momento de convívio, fraternidade e unidade, construído em torno do desporto. Através deste evento inovador e graças ao compromisso das nossas embaixadas, levamos a Paris2024 a enviar ainda mais a mensagem de envolvimento, transmitindo-a por todo o mundo.”

Cada embaixada participou na estafeta designada como "Terre de Jeux 2024". Segundo Estanguet, o objetivo desse rótulo é "aproximar as pessoas e os territórios em torno do impulso único dos Jogos e do Desporto em geral".

Especificamente, a estafeta global começou nas ilhas Fiji às 9:00 hora local. Viajou então através da Oceânia, antes de viajar para a Ásia, Europa, África e Américas. A estafeta chegará ao seu término na Polinésia Francesa em Teahupo'o, local das competições de “surf” durante os Jogos Olímpicos de verão de 2024.

Este evento internacional, teve a participação de mais de 40 atletas e a prática de 30 modalidades. Alguns atletas de destaque que participaram na estafeta incluem o halterofilista equatoriano Neisi Dajmoes, que conquistou a primeira medalha de ouro olímpica de sempre do seu país em halterofilismo durante os Jogos Olímpicos de verão de Tóquio 2020. Também participou a atleta moçambicana Maria Mutola, que conquistou a única medalha de ouro olímpica do seu país nos Jogos Olímpicos de verão de 2000, e o pugilista ganês Samuel Takyi, que conquistou a medalha de bronze na classe masculina de peso-pluma nos Jogos Olímpicos de verão de Tóquio 2020.

Em Cabo Verde, a organização do evento contou com a parceria entre o Comité Olímpico, o Comité Paralímpico, Academia Olímpica, a Embaixada de França em Cabo Verde e o movimento “Sports for Life”. Estes parceiros lançaram várias atividades integradas que começou uma conferência sobre o tema da inclusão e igualdade através do desporto, uma exposição fotográfica e também o evento de estafeta com prática de várias modalidades e atividades com participação da escolas e comunidades da cidade da praia.

A estafeta serviu simbolicamente como uma passagem de testemunho entre povos e de celebração do Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e Paz, concebido pelas Nações Unidas para incentivar o desenvolvimento sustentável, o avanço dos direitos humanos, da solidariedade e da paz.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Tópicos

Desporto Paz

Autoria:Leonardo Cunha,8 abr 2022 8:17

Editado porAndre Amaral  em  8 abr 2022 18:27

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.