Cabo Verde quer usar Centro Internacional de Negócios como plataforma exportadora

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,21 fev 2018 12:42

Até 2025, cerca de seis mil e quatrocentos produtos podem ser exportados para os Estados Unidos da América sem pagamento de direitos de importação, através da AGOA. O Governo e a TradeInvest querem usar esse benefício como argumento para fixar empresas exportadoras em Cabo Verde.

A Agência de Promoção de Investimento e Exportação, Cabo Verde TradeInvest, promoveu hoje, na cidade da Praia, um workshop sobre exportação para o mercado norte-americano.

Conforme a presidente Ana Barber, com a criação do Centro Internacional de Negócios, Cabo Verde pretende reunir condições para a fixação em Cabo Verde de empresas exportadoras que queiram beneficiar de vantagens aduaneiras, como o AGOA. 

“Este centro passa a conceder benefícios fiscais competitivos em diversos sectores, criando uma nova dinâmica para a exportação de bens e serviços 'made in' Cabo Verde, condição importante para a atracção de empresas que já exportam, contribuindo para a implementação e promoção de Cabo Verde como plataforma regional de exportação para os Estados Unidos, para o continente africano e para o mundo”, explica.

A cerimonia de abertura do workshop sobre exportação para o mercado dos EUA foi presidida pelo ministro da Indústria e Energia. Alexandre Monteiro diz que Cabo Verde pretende rever a legislação fiscal e económica, designadamente o código de benefícios fiscais e a lei de investimento.

“Esta é uma excelente oportunidade para os empresários que já operam no nosso mercado, os possíveis investidores da nossa região com orientação para exportação, para se instalarem no centro internacional industrial e exportar para o mercado dos Estados Unidos de América, aproveitando as condições e os benefícios que o AGOA proporciona”, acredita.

O workshop sobre exportação para mercado dos EUA é realizado pela Cabo Verde TradeInvest, com o apoio da USAID/West Africa Trade & Investment Hub, e contou com a presença do embaixador dos Estados unidos em Cabo Verde, Donald Heflin.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,21 fev 2018 12:42

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 fev 2018 12:42

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.