Delegação do Secretariado do Fórum Macau faz visita oficial a Cabo Verde na próxima semana

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,21 jun 2018 7:03

​Uma delegação do secretariado permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum Macau) inicia na próxima quarta-feira, 27, uma visita oficial de dois dias a Cabo Verde.

Segundo informações avançadas pela Embaixada da China em Cabo Verde, a delegação, que será chefiada pelo secretário-geral Adjunto, Ding Tiane, é composta por 15 elementos, sendo seis funcionários do Fórum Macau, quatro dirigentes do Departamento do Comércio da Província Qingdao da China e cinco representes das Empresas Chinesas.

“O objectivo dessa visita é avaliar e analisar a cooperação existente nos vários domínios a nível do Fórum Macau”, avança a mesma fonte.

Durante o seminário do 15º aniversário do Estabelecimento do Fórum de Macau, que decorreu a 04 de Junho deste ano, em Pequim, China, sob o lema “Retrospectiva e Evolução Futura”, a vice-ministra do Comércio da China, Gao Yan realçou a importância do evento que, ao seu ver, tem contribuído para a promoção da cooperação entre a China e os Países de Língua Portuguesa (PLP) nos diversos domínios.

Na ocasião, a governante disse que com base no Fórum China-PLP, Macau tem vindo a maximizar as suas vantagens procurando promover a construção da plataforma China-PLP e pondo em prática o princípio de “um país, dois sistemas”.

Gao Yan considerou que ao longo desses 15 anos as partes têm superado as dificuldades e aprofundado de forma contínua a cooperação comercial, do investimento e nos domínios da cooperação.

“Passados 15 anos, o mecanismo do Fórum de Macau tem-se aperfeiçoado e a sua influência é cada vez maior, sendo que a China tem cumprido os seus compromissos com implementação de medidas e Macau tem desempenhado plenamente as suas vantagens, promovendo progressivamente a construção da plataforma entre a China e os PLP”, assegurou.

Por outro lado, defendeu que o futuro do desenvolvimento do Fórum de Macau passa por criar um novo modelo de cooperação internacional sob a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, acelerar o desenvolvimento da integração e construir um destino comum entre a China e os PLP, promover ainda mais a construção da plataforma de Macau e enriquecer o conteúdo do princípio de “Um país, Dois sistemas”, aperfeiçoar o mecanismo do Fórum Macau e promover a cooperação pragmática a diferentes níveis no âmbito do Fórum.

O Fórum Macau é composto por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,21 jun 2018 7:03

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  16 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.