Estado compra participação da Geocapital na Caixa Económica

PorExpresso das Ilhas, Lusa,8 jul 2019 16:26

1

Stanley Ho, fundador da Geocapital
Stanley Ho, fundador da Geocapital

​O Estado vai adquirir as acções da sociedade macaense Geocapital na Caixa Económica de Cabo Verde, cuja aquisição pela International Holding Cabo Verde, do empresário espanhol Enrique Bañuelos de Castro, chegou a ser aprovada pelo banco central.

No passado dia 3 de Maio, o Banco de Cabo Verde (BCV) informou que tinha aprovado a aquisição de participação de 27,44% das acções da Caixa Económica de Cabo Verde pela International Holding Cabo Verde (IHCV), considerando que esta garantia “uma gestão sã e prudente” da instituição.

Segundo o BCV, a IHCV comunicou a esta entidade, em Julho do ano passado, a sua intenção de “adquirir acções representativas de até 30% do capital social da Caixa Económica de Cabo Verde”.

Quatro meses depois, a GeoCapital – Gestão de Participações comunicou ao Banco Central cabo-verdiano a pretensão de “alienar as acções” que compunham a sua participação qualificada na Caixa Económica de Cabo Verde, representativas de 27,44% do capital social desta instituição financeira.

Após efectuadas as diligências previstas na lei, o conselho de administração do BCV deliberou, durante a reunião da sessão ordinária de 21 de Dezembro de 2018, “aprovar a aquisição de participação qualificada correspondente a 27,44% das acções da Caixa Económica de Cabo Verde”.

IHCV compra participação da GeoCapital na Caixa Económica

Compra foi aprovada pelo Banco de Cabo Verde. IHCV, uma holding detida pelo empresário espanhol Enrique Bañuelos de Castro, fica com os 27,44% da Caixa Económica que até agora estavam em posse da GeoCapital.

Hoje, o Governo de Cabo Verde anunciou que vai realizar-se ao final do dia, na cidade da Praia, a assinatura do contrato de compra e venda das acções da Geocapital na Caixa Económica de Cabo Verde.

“A totalidade dessas acções, 27,44% do capital da instituição, vai ser adquirida pelo Estado de Cabo Verde”, lê-se no comunicado do executivo cabo-verdiano.

Segundo a mesma nota, “esta iniciativa do Governo enquadra-se no âmbito de transformar Cabo Verde num país plataforma de financiamento”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,8 jul 2019 16:26

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  9 jul 2019 11:56

1

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.