​Nações Unidas transferem mais de 10 milhões de escudos para Cabo Verde

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,16 jun 2020 15:11

As Nações Unidas transferiram mais de 10 milhões de escudos para Cabo Verde. O valor foi doado no quadro da cooperação da ONU com o país, para apoiar as autoridades nacionais nas respostas à pandemia da COVID-19, anunciou hoje a organização.

Em comunicado, as Nações Unidas referem que os fundos, ora doados, no valor total de 10,158,900 CVE (dez milhões, cento e cinquenta e oito mil e novecentos escudos cabo-verdianos), visam contribuir para garantir essencialmente a continuidade de serviços prestados aos idosos e pessoas isoladas por alguma vulnerabilidade, através dos centros de dia, bem como no processo de reabertura dos jardins-de-infância, assegurando a criação de condições de segurança sanitária e higienização que a situação sanitária exige de momento e em consonância com as orientações emanadas pelo Governo.

“Esta doação vem, assim, contribuir para a implementação de parte das respostas previstas no documento medidas de protecção das famílias mais pobres e dos trabalhadores do sector informal e do REMPE, particularmente na medida 4 que diz respeito à Protecção social dos idosos dos Centros de Dia”, lê-se.

A verba, transferida directamente na conta do Tesouro, provem do orçamento do Gabinete da Coordenadora Residente das Nações Unidas e do PNUD Cabo Verde.

No mesmo documento, a ONU lembra que, através das suas diferentes agências especializadas, “tem estado desde a primeira hora, a acompanhar o Governo de Cabo Verde na implementação das medidas e respostas à COVID-19, tentando mitigar os impactos socioeconómicos na vida das pessoas, particularmente das mais vulneráveis”.

A organização destaca que já foram disponibilizados: assistência técnica especializada em matéria de saúde e epidemiologia, em materiais e equipamento para laboratórios, doação de viaturas, formação de profissionais de saúde na prevenção e controlo de infecções, reprogramação dos fundos planificados para 2020 no montante de 8 milhões de USD no quadro do plano de trabalho para dar resposta imediata às medidas do governo relacionadas com a protecção social incluindo protecção da criança, garantindo o rendimento a milhares de famílias e pessoas do sector informal que perderam o seu rendimento.

A organização realça outros apoios, nomeadamente na criação de emprego a nível comunitário, segurança alimentar, formação e capacitação de técnicos sociais e das ONGs em comunicação de risco e manutenção de todo o trabalho para a segurança e luta contra o tráfico.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,16 jun 2020 15:11

Editado porSara Almeida  em  4 dez 2020 23:21

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.