Riscos para estabilidade financeira são ainda elevados, afirma BCV

PorExpresso das Ilhas,9 set 2021 14:16

Os riscos para a estabilidade financeira nacional são ainda elevados, particularmente os relacionados com o ambiente macroeconómico e financeiro e as medidas de suporte à economia para combater as consequências económicas imediatas da pandemia deverão ser continuadas enquanto prudentes.

Segundo o Relatório de Estabilidade Financeira de 2020, divulgado pelo Banco de Cabo Verde (BCV), em termos globais as incertezas que ainda perduram sobre a evolução futura da pandemia poderão, no futuro próximo, retardar a recuperação económica nacional e dos parceiros económicos.

O documento revela que as medidas de suporte à economia (fiscais, monetárias e prudenciais) para combater as consequências económicas imediatas da pandemia foram essenciais e deverão ser continuadas enquanto prudentes.

“O ritmo de retirada, deverá estar alinhado a um processo de saída gradual e direccionado ao sector financeiro, às empresas e famílias mais afectadas”, recomenda.

As medidas de apoio deverão, conforme a mesma fonte, estimular os bancos a assegurar o fornecimento de suficiente fluxo de financiamento às empresas e particulares, num quadro de uma gestão prudente dos riscos, de modo a suprir as suas necessidades de liquidez e permitir o investimento produtivo e, consequentemente, favorecer a recuperação económica.

De acordo com o BCV, o contexto da crise pandémica, que abalou a economia nacional, intensificaram-se um conjunto de vulnerabilidades como o seu elevado grau de exposição a choques externos e a sua dependência estrutural face ao exterior.

Também foram intensificados os níveis ainda elevados dos rácios de incumprimento não obstante a tendência de redução gradual dos últimos quatro anos; O aumento do volume de activos não produtivos, no balanço das instituições e o aumento do endividamento do Estado que poderá condicionar a sua capacidade de apoiar a recuperação económica.

O relatório indica ainda que o saldo das balanças corrente e de capital, depois de ter registado um excedente de 0,5 por cento do PIB em 2019 e da tendência de melhoria que vinha registando nos últimos anos, inflectiu para um défice de 14,8 por cento do PIB em 2020.

A redução das importações, o aumento das remessas de emigrantes e de outras transferências privadas mitigaram, ainda que ligeiramente, a deterioração da balança corrente e de capital.

O Relatório de Estabilidade Financeira é uma publicação anual do Banco de Cabo Verde destinada a apresentar os principais resultados das análises sobre o sistema financeiro relativamente ao ano transacto, sobretudo do sector bancário, com especial realce à sua evolução recente, ao seu grau de resiliência face a eventuais choques externos, aos actuais e potenciais riscos que condicionam a estabilidade do sistema financeiro e a sua evolução no curto e médio prazo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,9 set 2021 14:16

Editado porAndre Amaral  em  25 set 2021 23:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.