Destaques da edição 927

PorExpresso das Ilhas,4 set 2019 0:09

Nesta edição, o Expresso das Ilhas destaca a entrevista com o economista Joseph Martial Ribeiro: “Sem um ecossistema institucional adequado, os privados não se chegam à frente”.

Planificar e preparar a infra-estruturação para dela tirar o melhor proveito possível. Ideia defendida pelo economista e engenheiro civil Joseph Martial Ribeiro. Autor de três livros sobre gestão de projectos e defensor das parcerias entre Estado e privados, este cabo-verdiano, residente em Luanda, alerta para a necessidade de um quadro institucional credível, que aposte na eficiência.

Também neste número, Miguel Rosa, Presidente da Câmara Municipal do Maio: “Não podemos adiar mais o desenvolvimento da ilha do Maio”. A poucos dias de celebrar o dia da sua Padroeira, Nossa Senhora da Luz, a ilha do Maio passa actualmente por um momento “interessante”. “Nunca se falou tanto da ilha do Maio”, diz o presidente da Câmara Municipal, Miguel Rosa, que em entrevista ao Expresso das ilhas, traça o retrato presente e futuro do Maio. Uma conversa onde os Transportes e o Turismo se destacam, enquanto pilares de um desenvolvimento que está a ser projectado passo a passo, evitando-se erros de outras ilhas e tendo sempre como foco a sustentabilidade e envolvimento de toda a população. Boas novas, adianta o edil, chegarão em breve, catapultando finalmente para outros patamares esta pequena ilha, já cansada de esperar pelas oportunidades…

Remessas da diáspora: Grande contributo, pouco reconhecimento. O dinheiro que os emigrantes cabo-verdianos mandam para o arquipélago tem aumentado nos últimos anos. Em 2018, entraram no país 21 milhões de contos em remessas, mais do que a ajuda ao desenvolvimento ou do que o investimento directo estrangeiro. Se a conjuntura económica continuar positiva na Europa e na América, a tendência das remessas será de subir ainda mais.

Ainda o Dia Internacional da Literacia: Perceber o analfabetismo funcional. A literacia tem uma definição simples - a capacidade de ler e escrever. Entretanto, segundo a especialista Elvira Reis, há a população adulta que não compreende o que lê ou o que ouve em português, devido ao “preconceito” com o crioulo.

Concorrência desleal: “Pequenos comerciantes foram afastados das principais ruas das maiores cidades”. A presença de comerciantes chineses em África e especificamente em Cabo Verde tem sido polémica ao longo dos anos e conheceu um novo episódio quando, na semana passada, a administradora da empresa Confecções Alves Monteiro acusou os donos das lojas chinesas de fazerem concorrência desleal à sua empresa.

Também o centenário de Teixeira de Sousa: Capitães, navios, viagens e naufrágios. O escritor foguense nunca escondeu a admiração que tinha por tudo que se relacionasse com a vida a bordo de navios. Pelo contrário, sempre a enunciou e afirmou-a de várias maneiras, nas muitas entrevistas que deu e mesmo em alguns dos seus textos a propósito. Finalmente, retratou-a e recriou-a com enorme projecção na ficção que ele gerou.

No interior, a opinião de Casimiro de Pina, Dissecando o problema nacional. O reino de Gramsci: universidades, hegemonia e propaganda ideológica. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,4 set 2019 0:09

Editado porDulcina Mendes  em  4 set 2019 15:41

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.