Edição 1069

PorExpresso das Ilhas,25 mai 2022 0:01

Esta semana fazemos manchete com a entrevista ao primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Primeiro veio a seca severa, depois a pandemia e, agora, uma guerra de forte impacto nos custos de vida. Num momento em que Ulisses Correia e Silva cumpre um ano sobre o seu segundo mandato (tomou posse a 21 de Maio de 2021), a governação em tempos de crise abre a conversa e permeia vários temas abordados. Da economia, nomeadamente as concessões, aos problemas sociais como a insegurança, este é o balanço do executivo. Habituado a lidar com as críticas nas decisões tomadas aos diversos níveis, o Primeiro-ministro não se demove e assume as opções tomadas, inclusive na composição do (grande) elenco governamental. “Não se pode criar essa percepção de que o governo é um encargo para a Nação, um fardo. Tem é de se avaliar, depois, pelos resultados que produz”, exorta.

Também em destaque neste número do Expresso das Ilhas está o Projecto Tintaedes. 

Moradias do bairro de Tira-Chapéu, Cidade da Praia, foram escolhidas para um estudo que testa a eficácia de uma tinta com insecticida, criada na Espanha, que pode matar os mosquitos transmissores da Dengue, Zika e Paludismo.

No ambiente destacamos o alerta feito pela bióloga Edita Magileviciute sobre a degradação costeira em duas das principais praias de Santiago.

As baías de São Francisco e Quebra Canela, são duas das mais procuradas praias balneares da ilha de Santiago. No entanto, devido ao “factor humano” vêm enfrentando perdas no ecossistema marinho.

Falamos também da ilha do Fogo e da Festa do Queijo que se realiza na localidade de Monte Grande. 

O grande objectivo desta Festa é reunir a comunidade de Monte Grande, uma localidade a meio caminho entre São Filipe e Chã das Caldeiras, em torno do seu desenvolvimento a partir do queijo, transformar e valorizar este produto e aumentar a qualidade de vida dos criadores e produtores da região.

Na cultura destacamos o lançamento de Falucho, o novo livro de Manuel Brito-Semedo. 

O antropólogo e professor universitário Manuel Brito-Semedo lança, na próxima sexta-feira, 27, na Cidade da Praia, a sua mais recente obra intitulada Falucho.

A ler, ainda, o artigo de opinião do Embaixador António Pedro Monteiro Lima com 'O destino da CEDEAO: mudar ou desaparecer?'

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,25 mai 2022 0:01

Editado porAntónio Monteiro  em  25 mai 2022 14:22

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.