Edição 1093

PorExpresso das Ilhas,9 nov 2022 0:00

Destaque principal desta edição para a entrevista com o PCA da Cabo Verde Interilhas

Dívidas do Estado à concessionária e desta a fornecedores, acusações de incumprimentos de parte a parte e até um “tome juízo” do ministro Mar. Com a Cabo Verde Interilhas (CVI) no topo da actualidade, o presidente do conselho de administração da empresa (não executivo) e vice-presidente do grupo ETE, Jorge Maurício, declara a sua confiança num desfecho positivo das negociações em curso com o governo, para que a operação se torne sustentável.

Também em destaque a análise ao mercado habitacional da Praia.

À margem da construção espontânea, que continua a ser vista como solução para uma grande parte população da cidade da Praia, há um mercado de mediação imobiliária, formal ou informal, que tem visto os efeitos das crises que atravessamos, e cujo impacto também se vê no arrendamento. Hoje, os cabo-verdianos que arrendam procuram habitação mais barata e a mudança para casas menores tem sido uma opção para quem não quer mudar de bairro. Este é um olhar sobre o arrendamento da capital e suas grandes discrepâncias habitacionais.

Falamos também sobre o Sector Empresarial do Estado.

É o retrato actual das empresas públicas, as 33 onde o Estado tem participações que variam entre os 2% e os 100%. O relatório do desempenho do Sector Empresarial do Estado (SEE), publicado pela UASE, sobre o exercício de 2021 mostra que houve alguma recuperação económica, mas o nível de risco continua elevado.

Na Sociedade trazemos uma reportagem sobre um projecto inovador em Cabo Verde: a aeroponia pode tornar cabo-verde auto-sustentável no que respeita à produção de verduras e legumes.

O empresário Hélder Silva quer, com o projecto piloto de aeroponia, cultivar verduras frescas, ervas e vegetais e mostrar que Cabo Verde pode se tornar auto-sustentável, sem precisar importar nenhum vegetal e sem depender de nenhum país. Na sua quinta, Purah Vida, movida a energia solar, já usa o método aeropónico, gastando até 95% menos água do que na agricultura convencional.

Destaque igualmente para a presença de José Maria Neves na Cimeira do Clima, COP27, que se realizou no Egipto.

O Presidente da República defende que o Índice Multidimensional de Vulnerabilidade deve ser instrumento central para que os Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SIDS na designação em inglês) tenham acesso a financiamento.

Ainda na Actualidade damos conta da chegada, na próxima sexta-feira, da Regata ARC+ à Marina do Mindelo.

A ARC+ 2022, a corrida transatlântica de duas etapas do World Cruising Club, partiu este domingo, 6 de Novembro, de Las Palmas de Gran Canaria com destino a Granada, nas Caraíbas, com 90 barcos. Pelo meio, a corrida vai ter uma paragem em São Vicente.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,9 nov 2022 0:00

Editado porAndre Amaral  em  9 nov 2022 14:22

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.