Edição 1096

PorExpresso das Ilhas,30 nov 2022 0:04

Manchete, esta semana, para a entrevista com Damià Pujol, Director-Geral da Águas de Ponta Preta.

Esta quarta-feira é inaugurada a ampliação do Sistema de Saneamento das Águas Residuais de Santa Maria. O investimento – 440 milhões de escudos – é financiado pelo BCN em 90%. A ETAR de Santa Maria aumenta assim a sua capacidade em 50%. Uma nova linha de tratamento biológico foi construída e foi reforçado o pré-tratamento e alargado o tratamento terciário. O projecto de ampliação contemplou ainda a extensão da rede de esgotos com uma nova estação de elevação na zona hoteleira de Ponta Sinó e a correspondente linha de impulsão. Este é um investimento que pode também ajudar a revolucionar a agricultura da ilha do Sal, como explica Damià Pujol, Director-Geral da APP – Águas de Ponta Preta, ao Expresso das Ilhas.

Também em destaque a conversa com o Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava.

As festas do Município da Ribeira Brava que decorrem desde o início do mês até 7 de Dezembro, em meio de várias actividades culturais, desportivas e inaugurações, deram ensejo para esta entrevista com o presidente da edilidade local, cuja tónica mais marcante é o velho problema de sempre: a precária e irregular ligação marítima e aérea de S. Nicolau com as outras ilhas. 

“Eu penso que resolvendo o problema dos transportes tanto aéreo como marítimo, S. Nicolau e Ribeira Brava em particular têm um grande contributo a dar para o desenvolvimento deste país”, considera José Martins.

Nesta edição do Expresso das Ilhas falamos, também, sobre a abertura de mais um Ano Judicial.

A sessão solene de abertura do novo ano judicial ficou marcada pelo reconhecimento da morosidade do sistema judicial nacional e pela necessidade da redução das pendências. O Presidente da República e o bastonário eleito da Ordem dos Advogados defenderam a informatização da Justiça. O Procurador-Geral da República e o presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial negam crise no sector.

Na economia olhamos para a comunicação que o Primeiro-ministro fez ao país sobre o Orçamento do Estado para 2023 e em que Ulisses Correia e Silva respondeu às críticas da oposição de que o Orçamento é um documento com medidas “despesistas e irracionalistas”.

Também olhamos para o ensino da ciência em Cabo Verde.

Várias iniciativas com o objectivo de promover a ciência e investigação científica em Cabo Verde têm vindo a ser tomadas. Entre muitas outras, criaram-se os Prémios Científicos e está em elaboração o Plano Nacional da Ciência. Mas como se tem vindo a promover o gosto dos mais novos pela ciência? Como está o ensino da ciência em Cabo Verde? Do liceu à universidade passando pela Casa da Ciência, espaço importante na promoção da ciência junto a alunos e sociedade, há melhorias, mas ainda muito a fazer.

Na opinião destaque para os textos de João Lisboa Ramos com ‘Em memória do Dr. Arsénio Fermino de Pina (1935-2022)’ e de Luís Carlos Silva com ‘Coragem para Acreditar’

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,30 nov 2022 0:04

Editado porAntónio Monteiro  em  30 nov 2022 13:40

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.