Apesar do boicote, Zuckerberg recusa mudar política do Facebook

PorExpresso das Ilhas,2 jul 2020 10:20

O fundador e CEO Mark Zuckerberg garantiu aos colaboradores que não pretende fazer qualquer alteração à forma como a empresa lida com desinformação e discurso de ódio.

Nos últimos dias tem ganho força um boicote ao Facebook, uma iniciativa que recebeu apoio de múltiplas empresas e marcas conhecidas como a The North Face, Coca-Cola, Starbucks, Microsoft, Lego, entre outras.

Ao suspender todas as campanhas publicitárias nas plataformas do Facebook, esta iniciativa procurava incentivar a tecnológica a reavaliar as suas políticas no que diz respeito a desinformação e discurso de ódio. Pois bem, parece que nem assim o Facebook pretende levar adiante qualquer alteração.

“Não mudaremos as nossas políticas ou abordagem devido a uma ameaça de uma pequena parte da nossa receita ou qualquer percentagem da nossa receita. Acredito que todos estes anunciantes regressarão à plataforma em breve”, afirmou Zuckerberg aos colaboradores de acordo com o The Information.

Apesar disso, Zuckerberg pretende lidar directamente com a situação deste boicote e tenciona reunir-se com membros de direitos civis em breve.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,2 jul 2020 10:20

Editado porSara Almeida  em  15 ago 2020 19:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.