Casos confirmados triplicaram na Europa nas últimas duas semanas

PorExpresso das Ilhas,9 jul 2022 14:19

Quase 90% dos casos confirmados até ao momento localizam-se na Europa, onde estão também os países com mais casos: Reino Unido, Alemanha, Espanha, França e Portugal.

O número de infecções pelo vírus Monkeypox triplicou nas últimas duas semanas na Europa, onde já foram confirmados em laboratório mais de 4500 casos em 31 países, anunciou a Organização Mundial da Saúde (OMS). “A região europeia da OMS representa quase 90% de todos os casos confirmados globalmente em laboratório e reportados desde meados de Maio”, alertou o director da organização para a Europa, Hans Kluge, em comunicado, citado pelo jornal Público.

Desde 15 de Junho, seis novos países e territórios reportaram casos de infecção por varíola-dos-macacos (monkeypox ou VMPX), adiantou Hans Kluge, que apelou às autoridades nacionais para que “reforcem os esforços nas próximas semanas e meses para impedir que o VMPX se estabeleça.” Segundo os últimos dados da Direcção-Geral da Saúde, divulgados na passada quinta-feira, Portugal tem 402 casos confirmados, todos homens entre os 19 e os 61 anos, que se mantêm em acompanhamento clínico, encontrando-se estáveis.

De acordo com o responsável europeu da OMS, embora na última semana o Comité de Emergência da OMS tenha considerado que o surto não constitui, nesta fase, uma emergência internacional de saúde pública, a “rápida evolução” dos casos indicia que este organismo vai reavaliar essa posição em breve. O director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, já anunciou que vai reunir novamente o Comité de Emergência, faltando anunciar a data desse encontro.

Portugal é um dos cinco países com mais casos em todo o mundo. Todos os países são europeus, com o Reino Unido já com mais de um milhar de casos confirmados (1076). Seguem-se Alemanha (969), Espanha (800), França (440) e Portugal (402).

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 1075 de 6 de Julho de 2022. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,9 jul 2022 14:19

Editado porSheilla Ribeiro  em  31 jan 2023 23:28

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.