A hora é agora. Factos e números sobre mulheres no mundo

PorExpresso das Ilhas,8 mar 2018 17:16

Campanha "Pinte o Mundo de Laranja"
Campanha "Pinte o Mundo de Laranja"ONU Mulheres CV

Celebra-se hoje o Dia Internacional da Mulher, este ano com um grande movimento global pelos direitos das mulheres em curso. Com a meta do planeta 50-50 estabelecida pela Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, o diagnóstico actual continua a apontar enormes desafios a vários níveis. Listamos aqui alguns dos números e factos divulgados pela ONU Mulheres no relatório “Transformando Promessas em Ações”.

1 em cada 5 meninas no mundo vivem em condições de extrema probreza

Todos os dias morrem 830 mulheres de causas preveníveis durante a gravidez ou o parto

Em 18 países os homens podem proibir legalmente as suas esposas de trabalharem

Em 39 países as filhas e os filhos não têm os mesmos direitos de herança

49 países não têm uma lei que protege as mulheres da violência doméstica

15 milhões de meninas com menos de 18 anos são obrigadas a casar


image

As mulheres dedicam 2,6 vezes mais tempo no trabalho doméstico e no trabalho não remunerado que os homens (dados de 83 países)

De 2000 a 2017, ou seja em quase 20 anos, a proporção de mulheres parlamentares no mundo passou de 13% para 24%

Somente 52% das mulheres casadas ou em união de fato podem decidir sobre as suas relações sexuais, uso de contraceptivo e ida ao médico

Menos de 13% das propriedades de terra destinadas a agricultura pertencem a mulheres

Em 80% dos lares que não tem água canalizada o peso da responsabilidade de apanhar água sabrecai sobre as mulheres e meninas

Somente 30% de profissionais na ciência são mulheres

As mulheres divorciadas têm o dobro de probabilidade de serem mais serem mais pobres que os seus maridos

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,8 mar 2018 17:16

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.