Abertas candidaturas a residência artística em Moçambique

PorExpresso das Ilhas,2 abr 2019 11:12

Até 15 de Maio artistas dos Países de Língua Oficial Portuguesa podem inscrever-se para selecção ao Up Cycles, residência artística na área de audiovisual e multimédia organizado pela AAMCM - Associação dos Amigos do Museu do Cinema em Moçambique com financiamento da Fundação Calouste Gulbenkian.

A decorrer em Maputo de 26 de Agosto a 7 de Setembro a iniciativa destina-se a artistas visuais emergentes, dos PALOP, que “desenvolvam a sua prática artística em campos vários de execução multimédia e que apresentem um ante-projecto para a re-utilização de recursos de arquivos audiovisuais públicos e/ou privados”.

Para além de fomentar a criação de uma rede de artistas emergentes dos PALOP e estimular o reconhecimento e a visibilidade internacional do trabalho autoral dos participantes, os objectivos da residência passam por promover a formação avançada ao nível da concepção, desenvolvimento e edição de projectos multimédia, proporcionar o contacto dos participantes com curadores e educadores internacionais de destaque no âmbito da arte contemporânea africana e lusófona e promover o emprego e a profissionalização do trabalho artístico.

Pretende-se ainda que o programa promova o conhecimento, o acesso e a reutilização dos arquivos audiovisuais dos PALOP, ao mesmo tempo que chama a atenção para a necessidade premente destes serem preservados e conservados.

“Durante um período de 2 meses, num regime de desenvolvimento à distância, seguido de 10 dias intensivos de finalização e montagem, os participantes serão orientados para a concepção e criação de obras multimédia que “reciclem” imagens do arquivo audiovisual destes países e proporcionem novas interpretações da História e da Memória, a elas associadas, criando novas narrativas”, diz nota da organização.

A AAMCM é uma organização sem fins lucrativos fundada em 2016, que se dedica à pesquisa e comunicação sobre a(s) História(s) do Cinema em Moçambique. Anualmente, a AAMCM realiza um Seminário Internacional e uma Exposição Anual Temporária, cujos temas vão compondo a base de dados de um futuro Museu Digital online. Este trabalho, com um objectivo essencialmente educativo, é realizado através de actividades que incluem estudantes e docentes de diferentes graus de ensino e aventura-se agora numa iniciativa de fomento à criação, através da reutilização do património dos arquivos audiovisuais dos PALOP.

Nesta primeira edição deste programa de mobilidade e intercâmbio entre artistas emergentes, serão seleccionados 4 artistas moçambicanos e 3 dos restantes PALOP.

O resultado final da residência artística será exibido ao público numa mostra que se inaugura a 7 de Setembro na Fortaleza de Maputo.

Mais informações através da página online do UpCycle Residência Criativa

Formulário de inscrição disponível aqui

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,2 abr 2019 11:12

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  2 abr 2019 11:12

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.