Zetta o eléctrico mais barato do mundo

PorExpresso das Ilhas,16 set 2020 11:33

Russos querem lançar o ZETTA (Zero Emission Terra Transport Asset) em todos os mercados mundiais, com preços abaixo dos 6.000 euros.

A indústria acelera como pode a eletrificação do automóvel, mas democratização da tecnologia de baterias só chegará quando o preço deixar de ser um entrave à comercialização em massa. E, embora não faltem empresas empenhados em explorar o conceito do elétrico ‘low-cost’, demoram a aparecer alternativas exequíveis e baratas aos motores de combustão. A mais recente promessa surge da Rússia, que garante um modelo 100% elétrico de pequenas dimensões, com um preço de referência abaixo dos 6.000 euros, o que o converte, dessa forma, no elétrico mais acessível do mundo.

Depois do estranhíssimo Kalashnikov CV-1, do qual não se ouviu falar desde que foi apresentado num salão de armamento nos arredores de Moscovo, o ZETTA volta a aparecer como o elétrico de baixo custo com mais potencial para atacar o mercado russo e com vista à exportação. Não é bonito, está longe de ser máquina tecnicamente evoluída, mas contará com preço imbatível, ainda inferior aos básicos elétricos como o Citroën AMI ou o Renault Twizy.

Com apenas 3 metros, tem menos 30 centímetros em comprimento do que um Smart EQ fortwo, mas a engenhosa configuração do interior garante homologação para quatro ocupantes. Os motores elétricos estão instalados nas rodas, anunciando uma potência máxima de 97 cv (72,4 kW) e velocidade máxima de 120 km/h. O fabricante não revelou detalhes sobre a bateria utilizada, mas garante autonomia para 200 quilómetros livres de emissões.

O Governo russo acaba de garantir o investimento final de mais de 1.152 milhões de euros, fundamental para viabilizar o veículo a ser exportado para todo o mundo. Em declarações à imprensa, o ministro russo da Indústria e Comércio, Denis Manturov, confirmou que o desenvolvimento do modelo foi afetado pela pandemia do coronavírus, mas está tudo a postos para que se inicie a produção em Toliatti antes do final de 2020.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,16 set 2020 11:33

Editado porAndre Amaral  em  16 set 2020 11:33

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.