Bruxelas propõe abertura de negociações de adesão com Albânia e Macedónia

PorExpresso das Ilhas, Lusa,17 abr 2018 17:21

A Comissão Europeia propôs esta terça-feira ao Conselho (Estados-membros) a abertura de negociações de adesão com a Albânia e a Antiga República Jugoslava da Macedónia, dados os progressos alcançados por estes dois países dos Balcãs Ocidentais.

"Hoje, a Comissão recomenda que o Conselho abra negociações de adesão com a Albânia e Antiga República Jugoslava da Macedónia", anunciou em conferência de imprensa a Alta-Representante da União Europeia para a Política Externa, Federica Mogherini, após a reunião do colégio do executivo comunitário, em Estrasburgo, à margem da sessão plenária do Parlamento Europeu.

A recomendação da Comissão Europeia surge no quadro da adopção do "pacote anual do alargamento", com relatórios com análise detalhada aos progressos feitos ao longo do último ano pelos seis "parceiros dos Balcãs Ocidentais" e ainda a Turquia.

Mogherini, que hoje mesmo viaja para os Balcãs, comentou que, "dos seis parceiros dos Balcãs Ocidentais, dois, Montenegro e Sérvia, progrediram bem nas negociações", referindo-se àqueles países com os quais a UE já iniciou negociações com vista à sua futura adesão ao bloco europeu (em 2012 no caso de Montenegro e em 2014 no caso da Sérvia).

A chefe de diplomacia da UE indicou então que, à luz dos progressos já realizados, a Comissão recomenda que também sejam oficialmente abertas negociações com Macedónia e Albânia, que obtiveram o estatuto de candidatos respectivamente em 2005 e 2014.

Por outro lado, acrescentou, o executivo comunitário está também a trabalhar "para uma opinião sobre a candidatura da Bósnia-Herzegovina" (que submeteu a sua candidatura em Fevereiro de 2016) e disse que prossegue o trabalho com o Kosovo, reafirmando que a Comissão tudo fará para "a normalização das relações entre Belgrado e Pristina".

Mogherini reafirmou o "compromisso claro e inequívoco" da UE para com a região e sublinhou a importância da realização da cimeira UE-Balcãs Ocidentais, em 17 de maio, na Bulgária.

"Estamos a preparar com a presidência búlgara a cimeira UE-Balcãs Ocidentais, em Sófia. Não é sobre alargamento, mas ainda assim será um momento muito importante para a região", disse, referindo-se a uma cimeira na qual participará também o primeiro-ministro, António Costa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,17 abr 2018 17:21

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 nov 2018 3:23

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.