​Apenas 38% das crianças angolanas até aos seis meses com aleitamento materno exclusivo

PorExpresso das Ilhas, Lusa,1 ago 2018 16:41

O aleitamento materno exclusivo até ao sexto mês em Angola abrange apenas 38 por cento das crianças, percentagem igual à afectada pela "desnutrição crónica leve e moderada" em menores de cinco anos, revelou hoje, em Luanda, a ministra da Saúde de Angola.

“Precisamos de inverter este cenário em benefício das nossas crianças e mães. Promover a prática do aleitamento materno insere-se nos esforços do Governo para a redução da mortalidade materna e infantil e melhoria da qualidade dos serviços", disse Sílvia Lutucuta.

Discursando hoje na cerimónia de abertura da Semana Mundial da Amamentação, que decorre até 08 de agosto, em Luanda, a governante defendeu ainda o resgate da cultura do aleitamento materno, solicitando o concurso das famílias e profissionais do sector.

"[A questão hoje é resgatarmos esta cultura, que é nossa, agregando a mais-valia do aleitamento materno exclusivo, oferecer o leite materno na primeira hora após o nascimento e exclusivo até ao sexto mês de vida sem nenhum outro alimento. Se possível, continuar até aos dois anos", apelou.

Segundo a ministra da Saúde angolana, as unidades de saúde "precisam de criar um ambiente favorável" ao aleitamento materno e cumprir os 10 passos da "Iniciativa de Unidade de Saúde Amigo da Criança".

Para a governante, cabe aos profissionais de saúde "promover, estimular e orientar de forma adequada" a alimentação da mãe e da criança, desde a consulta pré-natal, no parto, no pós-parto e em todos os contactos da mãe e da criança no sistema de saúde.

Acrescentou que é "urgente" que se incremente a sensibilização sobre a promoção do aleitamento materno nas unidades sanitárias, nos mercados, entre adolescentes e jovens para que se possa "reverter a situação de desnutrição crónica leve e moderada" em crianças menores de cinco anos, cuja taxa se situa actualmente nos 38%.

De acordo com Sílvia Lutucuta o novo "Caderno de Saúde da Mãe e da Criança", da autoria do Ministério, "é um instrumento chave" que irá permitir reforçar a prática do aleitamento materno, a vacinação de rotina, acompanhar o crescimento e o desenvolvimento da criança.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno em Angola decorre sob o lema "Aleitamento Materno: A Base da Vida".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,1 ago 2018 16:41

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  24 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.