China cria lista negra de empresas estrangeiras

PorExpresso das Ilhas,31 mai 2019 13:01

A guerra comercial entre os Estados Unidos e a China conheceu hoje um novo capítulo. Gao Feng, porta-voz do Ministério do Comércio da China, anunciou que também o seu país vai criar uma lista de empresas que "danificam gravemente os seus interesses e direitos legítimos" chineses.

"As empresas, organizações e particulares estrangeiros que não obedecerem às regras do mercado, que se afastam do espírito de um contrato, que impõem embargos ou param de fornecer empresas chinesas por razões não comerciais e danificam gravemente os seus interesses e direitos legítimos serão colocados numa lista de entidades não confiáveis", disse o porta-voz do Ministério do Comércio da China, Gao Feng no que está a ser entendido como uma resposta do gigante asiático às sanções impostas à Huawei.

A nova medida tomada pelo governo chinês surge em vésperas de entrarem em vigor as sanções contra produtos norte-americanos e quando se passou praticamente um ano desde que o presidente norte-americano, Donald Trump, deu início às hostilidades comerciais entre os EUA e a China.

Com a criação desta lista de “empresas não fiáveis” a China responde à colocação da Huawei numa lista de empresas suspeitas às quais as entidades norte-americanas não podem vender equipamentos tecnológicos.

A Huawei, que depende dos chips electrónicos de fabrico norte-americano para equipar os seus telemóveis, foi assim severamente atingida na sua própria existência, referem analistas citados pela AFP.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,31 mai 2019 13:01

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  13 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.