Número de mortos na China sobe para 106, mais de 4 mil infectados

PorExpresso das Ilhas, Lusa,28 jan 2020 9:06

A China elevou hoje para 106 o número de mortos causados pelo coronavírus detectado em Wuhan, tendo sido registados quase 1.300 novos casos, o que aumenta o balanço para mais de 4.000 infectados.

As autoridades de saúde da província central de Hubei, onde a epidemia começou, disseram que o vírus matou mais 24 pessoas e infectou 1.291, aumentando o número de pacientes confirmados para mais de 4.000 na China.

O anterior balanço apontava para 80 mortos e mais de 2.700 infectados.

As autoridades anunciaram 24 novas mortes desde domingo na região de Hubei, mas não registaram óbitos provocados pelo vírus fora daquela província. As autoridades chinesas admitiram que a capacidade de propagação do vírus se reforçou.

Além do território continental da China, também foram reportados casos de infecção em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, França, Alemanha, Austrália e Canadá.

Caso confirmado na Alemanha

Depois de um caso ter sido registado em França, o primeiro caso de contaminação pelo novo coronavírus foi confirmado na Alemanha, anunciou na segunda-feira à noite o ministério da Saúde da Baviera.

"Um homem da região de Starnberg foi infectado com o novo coronavírus" e "está sob vigilância médica e em isolamento", informou um porta-voz do ministério em comunicado.

O paciente está "clinicamente em boas condições", adiantou o porta-voz sem dar detalhes. Os familiares do doente foram informados dos sintomas que podem aparecer em caso da doença, assim como das precauções relativas à higiene que devem tomar.

O ministério não deu nenhuma indicação sobre quem é o doente ou as circunstâncias em que poderá ter sido infectado pelo coronavírus.

A Alemanha torna-se, assim, o segundo país da Europa com a confirmação da presença do coronavírus, após três casos em França, confirmados na semana passada.

Recorde-se que as pessoas infectadas podem transmitir a doença durante o período de incubação, que demora entre um dia e duas semanas, sem que o vírus seja detectado.

O Governo chinês decidiu prolongar o período de férias do Ano Novo Lunar, que deveria terminar na quinta-feira, para tentar limitar a movimentação da população.

A região de Wuhan encontra-se em regime de quarentena, situação que afecta 56 milhões de pessoas.

Alguns países, como Estados Unidos, Japão, Sri Lanka, Austrália e França estão a preparar com as autoridades chinesas a retirada dos seus cidadãos de Wuhan, onde também se encontra dezasseis estudantes cabo-verdianos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,28 jan 2020 9:06

Editado porSara Almeida  em  2 abr 2020 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.