Covid-19: OMS alerta para sequelas que precisam de cuidados prolongados

PorExpresso das Ilhas, Lusa,25 fev 2021 13:41

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou hoje para os efeitos a longo termo da covid-19, defendendo que as pessoas que deles sofrem precisam de cuidados continuados e prolongados.

O director regional da OMS para a região europeia, Hans Kluge afirmou em conferência de imprensa virtual que "uma em cada dez das pessoas que sofreram de covid-19 continuam afectadas durante 12 semanas e muitas mais durante um período mais prolongado".

"Não temos todas as respostas e não sabemos ainda que percentagem dos doentes sofre de efeitos a longo prazo ["covid prolongada"] mas estamos a aprender depressa", afirmou, defendendo que deve ser "uma prioridade clara", quer para a OMS quer para os sistemas de saúde.

Fadiga e dificuldades respiratórias são alguns dos "sintomas debilitantes" que se tornam crónicos em pacientes que tiveram a doença e não apenas em casos de pessoas que tiveram que ser internadas.

No princípio da pandemia, algumas destas pessoas que se queixaram de sintomas persistentes "foram recebidas com descrença e incompreensão", lamentou Hans Kluge, frisando que "precisam de ser ouvidas se se quiser entender as consequências a longo prazo na recuperação".

"É preciso garantir que as pessoas com complicações persistentes tenham acesso a cuidados continuados", salientou, indicando que "é aqui que os cuidados de saúde primários podem desempenhar um papel particularmente forte".

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.486.116 mortos no mundo, resultantes de mais de 112 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,25 fev 2021 13:41

Editado porAndre Amaral  em  18 abr 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.