UE activa programa de observação por satélite para vulcão nas Canárias

PorExpresso das Ilhas, Lusa,20 set 2021 11:49

A Comissão Europeia activou hoje, a pedido de Espanha, o Programa de Observação da Terra da União Europeia (Copernicus) para monitorizar o vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma, que entrou em erupção em Las Manchas.

A informação foi avançada pela presidente do executivo comunitário, Ursula von der Leyen, que indicou que "a UE [União Europeia] activou o Copernicus para acompanhar a situação" em La Palma, numa alusão ao programa que é coordenado e gerido pela Comissão Europeia e executado em parceria com os Estados-membros, a Agência Espacial Europeia, a Organização Europeia para a Exploração de Satélites Meteorológicos, o Centro Europeu para as Previsões Meteorológicas a Médio Prazo e outras agências europeias.

"Estamos com toda a população das Ilhas Canárias na sequência da erupção do vulcão em La Palma", acrescentou a responsável, numa publicação na rede social Twitter.

Ursula von der Leyen adiantou que Bruxelas está "em contacto com as autoridades espanholas para prestar apoio adicional, se necessário".

O Copernicus, que tem sempre de ser activado a pedido dos países da UE, faculta serviços de informação baseados na observação por satélite e de sistemas de medição terrestres, aéreos e marítimos destinados a ajudar os prestadores de serviços e autoridades públicas, neste caso, a Proteção Civil espanhola.

Também através do Twitter, a equipa que gere o Copernicus informou estar "em curso uma erupção vulcânica na ilha de La Palma", para a qual foram hoje mobilizados meios de observação, e detalhou que "a lava do vulcão e os fogos resultantes são visíveis" no programa de satélite.

Centenas de casas foram já destruídas pela lava do vulcão que continua a correr em direção ao mar na ilha de La Palma das Canárias, mas ainda não há vítimas a registar, após as autoridades terem deslocado mais de 5.000 pessoas.

O Instituto de Vulcanologia das Canárias informou que a erupção inicial teve lugar no domingo pouco depois das 15:00 horas locais (13h00 em Cabo Verde), perto do extremo sul da ilha. O vulcão tinha sofrido a sua última erupção em 1971.

A Unidade de Emergência Militar tem 67 efectivos e 30 veículos destacados em La Palma, um contingente que irá aumentar ao longo da manhã de hoje para 180 pessoas e 57 veículos, esperando-se ainda que três hidroaviões cheguem no início da tarde.

Como medida preventiva, foram cancelados vários voos com origem ou destino em La Gomera (uma outra ilha do arquipélago, perto de La Palma) que a companhia de transportes aéreos Binter tinha previsto para hoje.

De acordo com os especialistas, a actual erupção vulcânica poderá durar semanas ou mesmo meses.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, deverá visitar hoje a área afectada, depois de ter cancelado a sua viagem a Nova Iorque para participar na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,20 set 2021 11:49

Editado porAndre Amaral  em  27 jan 2022 23:20

pub.

pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.