Centro de Investigação europeu desenvolve método para detetar Ómicron

PorExpresso das Ilhas, Lusa,22 dez 2021 15:34

O Centro Comum de Investigação (CCI) da Comissão Europeia divulgou hoje um método rápido que desenvolveu para detecção da variante Ómicron do vírus da covid-19 e está disponível para todos os laboratórios que fazem testes PCR.

"Todos os laboratórios que realizam testes PCR podem utilizar este novo método para detectar e identificar a Ómicron sem a necessidade de uma sequenciação dispendiosa e demorada", salienta a Comissão Europeia, em comunicado.

O novo método PCR provou ser "altamente eficiente" nos testes específicos da Ómicron conduzidos pelo CCI, destaca ainda Bruxelas.

O reagente modificado desenvolvido pelo CCI pode ser encomendado pelos fornecedores regulares de testes PCR e utilizado rapidamente, sendo ainda hoje apresentado aos Estados-membros no Comité de Segurança da Saúde.

"Este novo método possibilita a detecção mais rápida e barata da Ómicron e permite um melhor rastreio da nova variante, que se está a espalhar na UE e em todo o mundo", salientou a comissária europeia para a Inovação e Investigação, Mariya Gabriel.

O Centro Comum de Investigação é o serviço científico interno da Comissão.

Os seus trabalhos de investigação fundamentam as políticas da UE através de aconselhamento científico independente, baseado em dados concretos.

A covid-19 provocou mais de 5,35 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como preocupante pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detectada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de Novembro, foram notificadas infecções em pelo menos 89 países de todos os continentes.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,22 dez 2021 15:34

Editado porAndre Amaral  em  21 set 2022 23:28

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.